Todo dia um 7×1: 80 países assinam acordo para redução de impostos de eletrônicos. Brasil? De fora.

Eniac

Num esforço mundial, 80 países irão assinar até o fim da semana um acordo para desonerar impostos de eletrônicos, que vão de videogames a semi-condutores. Ao todo, são mais de 200 produtos. Essa desoneração pode reduzir em até 1 trilhão de dólares em impostos os custos desses produtos. Estados Unidos, China, Coréia do Sul e União Européia estão entre os signatários, que representam 97% do comércio mundial de eletrônicos. O Brasil? Rá! Todo dia um 7×1: ficamos de fora.

Nada de videogame mais barato, computador ou produtos importados mais acessíveis. O mais bizarro é que o acordo foi comemorado no Twitter pelo diretor geral da OMC, o brasileiro Roberto Azevedo. Já Humberto Barbato, presidente da ABINEE, diz que isso é ótimo pro Brasil, pois nunca quisemos fazer parte do ITA (Tratado Internacional de Tecnologia). NUNCA QUISEMOS? Eu quero, lazarento!

A posição dele é que se o Brasil fizesse parte de um grupo de países que consomem eletrônicos melhores e mais baratos, a indústria local de eletro-eletrônicos iria deixar de existir. QUAL INDÚSTRIA, cara pálida? Aquela que vende coisas ultrapassadas a preços elevados? Ou aquela que revende produtos de primeira linha por até 10x mais do que em outros países?

Não tem jeito, amigos. A sina do brasileiro é o 7×1, nesse caso, o 7×1 tecnológico.

Via

Já aderiu ao nosso Patreon? Colabore! :)

Veja também

<>

Comentários

Topo