Por que dependemos tanto de nossos celulares?

Meu avô nasceu numa época onde não havia rádio. Meu pai nasceu numa época onde não havia TV. Eu nasci numa época onde não havia Internet. Meu filho nasceu numa época onde tudo isso está dentro do celular, que também não existia quando eu nasci. Só por isso já dá pra imaginar o tamanho da mudança de paradigma em relação ao nosso modo de viver. Diversas tecnologias que mudaram o mundo profundamente estão todas reunidas num único aparelhinho que cabe na palma da sua mão. A ficção torna-se realidade.

Consigo listar de cabeça pelo menos 10 situações onde o celular exerce a função de outro equipamento, fazendo com que sua dependência desse pequeno objeto torne-se a cada dia maior. Não é a toa que quando esquecemos o celular em casa ficamos ansiosos, nos sentimos “nus”.

bb-storm-tattoo-1

Se você é fã de relógios, é muito provável que tenha um no pulso nesse momento, mas aposto que você olha as horas na maioria das vezes no celular. Tornou-se mais prático puxar o celular do bolso que olhar para o pulso, pois ao fazer isso você acaba dando uma checada nos emails, uma lida no Twitter e atualiza seu Facebook. Graças ao seu celular você chega todos os dias na hora certa no trabalho. Ele não só lhe desperta, como o faz com uma música escolhida por você pra tornar seu acordar mais satisfatório.

Uma década atrás, ainda era comum receber agendas de papel, quando um novo ano começava. Tinha gente que adorava e até colecionava. Eu tive diversas, principalmente as que recebia da empresa onde trabalhava. Usava por uns 15 dias e abandonava. Virava papel pra jogar Imagem & Ação. Hoje toda sua agenda de contatos está no celular e pior, você sequer sabe alguns números importantes de cabeça. Não sabe que dia é hoje? Sem problemas, basta sacar o celular do bolso tal qual um pistoleiro do velho oeste e conferir não só a data, como os compromissos do dia. Seu celular ainda é videogame portátil, seu walkman, sua máquina fotográfica e seu álbum de fotos.

Nossos telefones (aliás, curioso falar telefone. A função de fazer ligações é uma das menos usadas) hoje são como cápsulas do tempo que guardam informações fundamentais sobre o que fomos, quem somos e o que seremos. Eles estão conosco nos melhores e piores momentos de nossas vidas, sem eles ficamos completamente perdidos em nosso dia-a-dia.

Em quantos anos eles estarão sendo implantados diretamente em nossa pele?

Veja também

<>

Comentários

Topo