WTF

Restaurante carioca remove Wi-Fi e tomadas

Uma frase que diz “não temos Wi-Fi, conversem entre si” fez muito sucesso nas redes sociais, referindo-se a um restaurante que “obrigava” as pessoas a largar seus smartphones para conversar de verdade umas com as outras. Imagina que louco seria se houvesse 3G.

Wi-Fi é praticamente um deal breaker na hora de escolher um lugar pra comer ou beber hoje em dia. Dados móveis são caros e limitados, portanto, uma Wi-Fi grátis sempre cai bem. Porém, na contramão disso, um restaurante carioca decidiu remover seu serviço de Wi-Fi e retirou até mesmo as tomadas que possuía no salão principal.

O problema aí não é querer que as pessoas larguem o smartphone. É que muita gente passa o dia lá só bebendo água e café, obviamente sugando a Wi-Fi, gastando pouco e ocupando uma mesa que poderia gerar um faturamento maior.

talho

Parece apenas que o dono do local é sovina, mas isso pode ser realmente um problema que torna o negócio insustentável. Talvez a solução fosse cobrar pela Wi-Fi caso o consumo seja menor que um valor específico, como supermercados fazem com os estacionamentos. Por exemplo: se a conta for menor que R$30, a Wi-Fi custa 19,90. Não é nenhum absurdo fazer isso, hotéis cobram pela Wi-Fi, estacionamentos são rotativos, etc.

O restaurante também pode introduzir uma regra de divisão de mesas, ou criar uma área específica pra quem senta sozinho, com banquinhos e balcão, por exemplo. De fato, isso é um problema e empresários terão que buscar soluções para isso. Tirar de vez a Wi-Fi não me parece ser a melhor delas. Se pudesse chutar, diria que o faturamento pode cair. Pela falta da Wi-Fi, mesas que eram ocupadas por alguém trabalhando ficarão vazias. Ou não.

Via

Como o plástico bolha é feito

Por alguma razão que a psicologia deve explicar, plástico bolha funciona como uma espécie de remédio terapêutico para as pessoas. Muitas vezes ao receber uma encomenda, a vontade de estourar cada bolinha do plástico bolha é maior do que a ansiedade pela encomenda em si.

Pensando nisso, as pessoas deveriam simplesmente ir em alguma loja de departamentos e comprar um rolo imenso de plástico bolha, mas não deve ter a mesma emoção.

Eu achei esse vídeo mostrando como o plástico bolha é feito e me senti como os cachorros ficam em frente a máquina que fica girando os frangos que estão assando.

Aliás, você já parou pra pensar que se você encomendar algo da China e estourar o plástico bolha você estará respirando ar de lá? Bizarro, né.

50 tons de Batman

O título é auto explicativo. Apenas assista e aprecie essa obra de arte.

A verdade por trás da foto da Doninha e do Pica-Pau

Uma foto simplesmente espetacular viralizou essa semana na Internet. Uma doninha “pegando carona” nas costas de um pica-pau num voo absolutamente inusitado. É uma cena pouco provável de ser capturada novamente. A imagem, claro, espalhou-se pelo mundo e já virou meme.

wood1

wood2

wood3

wood4

Mas a grande verdade por trás dessa “carona” é uma só: a doninha estava fazendo o possível para matar o Pica-Pau e garantir o almoço. Martin Le-May é o fotógrafo que capturou esse momento único e certamente ganhará diversos prêmios.

A foto foi tirada no Hornchurch Country Park em Essex, na Inglaterra. Por mais engraçada ou curiosa que a imagem seja, nada mais é do que a cadeia alimentar funcionando. De qualquer forma, eu prefiro acreditar que eram dois amigos dando um rolê.

P.S.: O Pica-Pau escapou.

Mais um idiota misturando Coca Zero e Mentos

Provavelmente com dinheiro sobrando, esse japa resolveu encher uma banheira com coca zero e colou mentos pelo corpo todo. O que ele fez? O óbvio, se jogou dentro da banheira. Fica aqui registrada a grande imbecilidade do dia de hoje.

Paraquedista convulsiona em plena queda e é salvo por instrutor

Um paraquedista chamado Cristopher teve uma convulsão em plena queda livre. Inconsciente, começou a rodar sem rumo e tinha como destino se espatifar no chão. Seu instrutor, Sheldon McFarlane, teve toda a frieza necessária para alcançá-lo em pleno voo e puxar seu paraquedas a mais ou menos 4000 pés de altitude.

O que podia ser uma tragédia tornou-se apenas uma história assustadora que teve um final feliz graças ao preparo e a habilidade do responsável pelo salto. As imagens são arrepiantes.

Apesar de tudo, as imagens são piores do que parecem. Paraquedistas são equipados com altímetros que disparam automaticamente o paraquedas em caso de incapacidade do paraquedista em acionar o mecanismo. De qualquer forma, Cristopher poderia ter se acidentado gravemente caso caísse inconsciente no chão, mesmo com o paraquedas aberto. Ele recobrou a consciência a mais ou menos 3000 pés de altura.

O melhor dia da vida desse pequeno gamer

Um molequinho estava lá na dele fazendo um streaming de Minecraft quando de repente uma zoeira do bem aconteceu. Fizeram uma “raid” invadindo a transmissão dele com uma chuva de comentários e pessoas online. O moleque entrou em parafuso.

Frases como “Eu não acredito” ou “Eu me sinto tão vivo” foram as palavras mais ditas por ele. É emocionante e engraçado. Ele fica tão frenético que nem presta atenção nos Hitlers e Pirocas passando nos comentários.

Deve ter sido mesmo o melhor dia da vida dele. Me lembrou imediatamente do molequinho do NINTENDO SIXTY FOOOOOUR!!!

Topo