Tecnologia

A tecnologia, essa linda, está por toda parte

hp

Eu sempre fui alucinado por tecnologia. E no meu caso, não bastava usar, eu queria conhecer, por isso me formei e passei a trabalhar na área. Mesmo depois de tantos anos, ver certas coisas ainda me surpreende em como a humanidade evoluiu graças à tecnologia.

Um exemplo banal: uma impressora. Poucos fazem ideia da quantidade de ciência que existe por trás do desenvolvimento de um produto assim. E não é só na impressora em si, o próprio cartucho é um item que leva anos sendo pesquisado, desenvolvido e testado até chegar aos usuários. Ciência de verdade: física, química e todas aquelas equações que você achava que não serviriam pra nada depois da escola (sim, Bhaskara, estou falando de você).

Vejam o caso desse cartucho. A precisão é tão grande, que num simples pedacinho de plástico são colocados mais de 40.000 buraquinhos tão pequenos que tem 1/3 da espessura de um fio de cabelo. E cada um deles consegue injetar tinta no papel 36000 vezes por segundo a quase 50km/h. Não é feitiçaria, é tecnologia mesmo.

Depois de tanto dinheiro investido e tanta ciência aplicada, você vai lá e usa cartucho pirata achando que vai ter a mesma qualidade de impressão. Depois reclama da pobre impressora, dizendo que ela lhe faz passar raiva. Até mesmo porque hoje em dia há cartuchos maiores, com até 3x mais tinta, o que evita ter que realizar recargas ou novas compras constantemente.

Como se não fosse o bastante, dá pra comprar cartucho em casa, pelo celular. Então não faz sentido sair, comprar tinta falsa, pegar trânsito, gastar gasolina tudo isso pra perder tempo e ter uma impressão ruim.

Que época maravilhosa pra se viver.

*Artigo patrocinado pela HP

Pegadinha na assinatura do Spotify: veja como pagar mais barato

Se você, proprietário de um dispositivo Apple assinou o Spotify através da App Store, tenho uma má notícia: você está pagando o dobro do preço pela assinatura. Isso porque assinando dessa forma, a Apple cobra em dólar, o valor de US$7,99 (o que dá aproximadamente 30 reais). Assinando pelo site do Spotify, o preço cobrado em reais é de R$14,90. Descobri isso hoje quando fui assinar o premium:

CfhqJ31XEAAJne6

Obviamente, a culpa não parece ser do Spotify, então não vou criticá-los. Parece ser mais coisa da Apple, com suas taxas, etc. Eles próprios foram gentis e me esclareceram, avisando que o ideal é assinar pelo site deles. Se você tem a assinatura premium feita através da App Store da Apple, sugiro que cancele e refaça pelo site, economizando assim 50% do valor que você paga hoje.

Fica a dica. Obrigado. Paz.

iOS 9.3.1 Vulnerabilidade permite acesso as suas fotos sem Passcode ou Touch ID

Semana passada a Apple lançou o update 9.3.1 que corrige links que não funcionavam no Safari e outros aplicativos. Pelo visto a Apple terá que lançar o 9.3.2 rapidamente, o usuário do Youtube videosdebarraquito publicou em seu canal um vídeo onde qualquer pessoa pode ter acesso às suas fotos e seus contatos sem precisar do Passcode ou Touchd ID

Veja:

o “glitch” só ocorre em aparelhos com a funçāo 3D Touch. ou seja, iPhone 6s e iPhone 6s Plus.

Apple, you have a job.

40 Anos da Apple e 4 produtos revolucionários da maçā

A Empresa criada por Steve Jobs e Steve Wozniak, em 1976 completou na última Sexta-feira (1) 40 anos. Com produtos inovadores e extremamente desejáveis (“shut up and take my money“), decidi listar alguns que, na minha opiniāo, foram de fato revolucionários na maneira de usar, sentir e explorar.

1 – Apple II

 

appleii-system

 

O primeiro computador de uso doméstico fabricado em 10 de Junho de 1977, com um processador MOS Technology 6502 com um clock de 1 MHz, 4 kB de memória RAM (sim, 4KB de memória RAM)
O preço era de USD $1.298,00 (com 4 kB RAM) e USD $ 2.638,00 (com 48 kB RAM).

2 – iPhone (2007)

Há 9 anos, durante um evento da Apple em 2007, Steve Jobs anunciava o que mudaria a sua forma de se comunicar com alguém, algo que lançaria a Apple ao maior patamar da empresa. o iPhone! Um celular com a tela Touchscreen, onde fez desnecessário o uso de uma “stylus“, um verdadeiro tapa na cara dos concorrentes. O modelo de 8GB vendido na época pela bagatela de U$599 e vendeu 6,1 milhões de unidades ao período de cinco trimestres (modelos 4GB e 8GB)

3 – Macbook Air 2008

Em 29 de Janeiro de 2008, Steve Jobs apresentava para o mundo o laptop mais fino. com uma tela de 13″ e resoluçāo de 1280 x 800 . O MacBook Air pesava 1.36 kg, tem 1,93 cm no ponto mais espesso e 0,4 cm no mais fino e o mais engraçado, pra provar o quāo fino o laptop era, Steve realizou a apresentaçāo do mesmo tirando de dentro de um envelope de documentos.

4 – iPod (1st gen)

Lightmatter_ipod_1G

Em 23 de Outubro de 2001, com os dizeres “1000 músicas no seu bolso” a Apple apresentou o iPod. Com uma tela preta e branca, 5GB de armazenamento e por U$ 399 a Apple vendeu mais de 600 mil unidades em 1 ano.

Parabéns, Apple!

Apple Campus Infinite Loop. Abril, 2016

O vídeo abaixo mostra como está o andamento das obras do Infinite Loop, nova sede da Apple com entrega prevista para o final de 2016

 

Estima-se que o custo seja de US$ 5 bilhões. A nova sede terá espaço para 13 mil funcionários e deve ficar pronto até o fim do ano.

A resolução de ano novo de Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg é adepto de resoluções de ano novo. A de 2016 é escrever uma assistente pessoal virtual, nos moldes da Jarvis de Tony Stark. Se você manja de programação como ele e é dono de uns 50 bilhões de dólares de fortuna, você pode falar essas coisas.

Mark-Zuckerberg1

É bem provável que ele consiga, fazendo ele próprio ou não. Mas num exercício de imaginação, como seria essa assistente se ela funcionasse nos moldes do Facebook?

1) Ela só mostraria os compromissos por ordem de relevância. Não importa se você tem uma reunião importante amanhã. Sua agenda só vai mostrar o batizado do seu sobrinho que aconteceu 3 meses atrás;

2) A assistente só vai mostrar uma pequena fração dos seus compromissos. Quer ver todos? Você terá que impulsionar  sua agenda pagando por isso;

3) É totalmente OK para a sua assistente virtual se alguém armazenar conteúdo sobre ódio, pedofilia, racismo e coisas do gênero nos seus computadores. Isso não vai contra as guidelines da assistente;

4) Prepare-se: sua assistente vai ser muito, muito lenta. E vai dar pau constantemente;

5) Não importa como você queira organizar os seus compromissos. Sua assistente vai mudar suas configurações quando e como quiser, mesmo que você diga a ela pra não fazer isso;

6) Sua assistente vai mostrar propagandas de todo tipo, com e sem contexto, inclusive de produtos de procedência duvidosa, de fraudadores e de quem mais quiser pagar para exibir essas propagandas, com pouco ou nenhum critério de seleção;

Eu realmente espero que ele consiga. Feliz ano novo, Mark.

WhatsApp bloqueado: quem está certo e quem está errado nessa treta?

O bloqueio do WhatsApp por 48h, que muitos acharam que não aconteceria, de fato começou à 0h de hoje. Milhões de pessoas sem acesso ao serviço de nudes de mensagens de propriedade do Facebook. Desespero, revolta, prejuízos para empresas que utilizam o serviço como um de seus canais… E aí, diante dessa treta toda, de quem é a culpa?

zuckerberg

Já se sabe que o bloqueio veio de uma ação em São Bernardo do Campo. Há muita informação desencontrada e muita especulação, mas em resumo, a juíza envolvida no processo exigiu informações ao WhatsApp/Facebook e não foi atendida após diversos pedidos. Após isso, o bloqueio foi solicitado. Mark Zuckerberg se disse “chocado e triste” com o ocorrido, mas a questão aí é bem mais complexa.

1) A decisão da juíza é de certa forma inócua. Bloquear o WhatsApp em nada vai impedir bandidos de continuar praticando crimes. Os comentários do @yashagallazi resumem bem os motivos:

Se duplas estão assaltando pessoas usando moto, o Estado proíbe caronas. Se celulares estão sendo usados pra alertar sobre saques em agências bancárias, o Estado proíbe celular em bancos. Se um bandido usa o whatsapp pra cometer crimes, o Estado proíbe o whatsapp no país. Em todos os casos temos ele, o Estado, passando recibo de sua incompetência e avançando sobre liberdades individuais a fim de “resolver um problema”.

A coisa toda fica ainda mais ridícula e surreal quando se considera que há centenas de aplicativos iguais (fora os que serão criados de hoje pra amanhã). Ou seja, quem usava o whatsapp pra conversar inocentemente, vai achar outro app pra fazer o mesmo. E o bandido que usava o whatsapp pra cometer crime, também fará o mesmo. A decisão judicial não só é estúpida, como também é inútil.

2) Em que pese a decisão ser ruim, uma vez que foi tomada, deve ser respeitada. É a lei. A lei deve ser cumprida. Se o Facebook/WhatsApp não cumpre, deve ser punido. Apenas acho que uma punição em forma de multa de muitos milhões seria mais eficiente que tirar o serviço do ar, prejudicando milhões de pessoas.

O Facebook sempre tenta tirar o dele da reta, alegando que o WhatsApp não tem representação no Brasil. Porém, isso é balela, visto que o Facebook tem e eles representam o mesmo grupo econômico, conforme explicado pelo advogado José Vitor neste post.

Portanto, um festival de incompetência entre justiça ineficiente (mas que deve ser respeitada) e completo desprezo por parte do Facebook pelas leis brasileiras são os responsáveis pela queda do serviço do WhatsApp, que, repito, em nada vai impedir meliantes de cometer crimes. Da mesma forma que muita gente está migrando para outros apps, os bandidos farão a mesma coisa. E pior, para opções que possuem mais segurança, como chats encriptados.

Topo