Universo Nerd

Por: Eden Wiedemann

Jolan true, caros amigos. Quando Marcel me convidou para escrever uma coluna sobre “nerdisses” aqui no BQEG confesso que fiquei surpreso. Não por ele me chamar de NERD – quem não me chama assim? – mas porque ele é tão criterioso quanto feio, ou seja, muito criterioso MESMO. Ser convidado para escrever aqui é um grande elogio não só a minha “nerdisse” mas também ao meu crescimento como blogueiro. A idéia é que a coluna, que será quinzenal, fale um pouco do mundo nerd, das novidades, acontecimentos e assuntos relacionados. O problema certamente não vai ser arrumar assunto, vai ser escolher o assunto. Bom, vamos lá, vamos tentar fazer jus a confiança do Enxaquecoso.

Se vamos falar do Universo Nerd é bom primeiro definirmos o que é ser Nerd. Necessário? Claro que sim. O conceito de Nerd mudou com o passar dos anos, pode ter certeza. Pergunte a alguém com 40 anos o que é um Nerd e ele, provavelmente, ira lhe descrever um personagem de filmes como “A vingança dos Nerds” ou os “Nerds contra-atacam” – filmes que fizeram a alegria das tardes nos anos oitenta. Óculos, camisa de botão, cabelinho arrumado, canetinhas no bolso e sem nenhuma, nenhuma chance com garotas. Mas, caso não saibam – e aposto que muitos não sabem, a primeira aparição do termo ‘nerd’ de que se tem notícia, segundo o ‘American Heritage Dictionary’, está em um livro do Dr. Seuss (1904-1991), autor do clássico ‘Como o Grinch Roubou o Natal’. Em ‘I Ran the Zoo’, de 1951, o nerd é uma criatura ridícula e zangada, que teria servido de inspiração para a gíria. A palavra virou sinônimo de pessoa desagradável, socialmente inapta, e recaiu sobre as minorias com gostos ‘esquisitos’. E hoje, o que exatamente significa?

nerds10
Esquisitos mas ainda assim meus heróis. E viva o Melecão!

Segundo o google estas são algumas definições de Nerd.

  • Nerd é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas atividades …
  • significa micreiro bitolado e compulsivo.
  • Idiota, bitolado, babaca, besta.
  • Pessoa com pouca habilidade de relacionamento, pouco sociável, em geral desajeitada e com alta capacidade de concentração e percepção.
  • Sujeito meio desligado, fanático por computadores.

Interessante perceber que todas elas são depreciativas, não é mesmo? Pois é, durante muito tempo ser chamado de Nerd era considerado um insulto. Era uma forma de um “descolado” ofender um “estranho”.

Hoje o termo Nerd perdeu quase que completamente sua característica depreciativa e pode descrever boa parte das tribos atuais. Os Nerds se tornaram Geeks, pessoas descoladas com características Nerds, ou sejam, os novos Nerds (Lembrem, todo Geek é Nerd mas nem todo Nerd é Geek). O termo Nerd pode ser aplicado a alguém com conhecimentos acima da média e paixão por algum dos elementos que se condicionou a fazer parte da cultura Nerd. Estes elementos estão bem relacionados na divertida imagem abaixo. 

E aí, vai dizer que você não se enquadra em uma delas?
E aí, vai dizer que você não se enquadra em uma delas?

Seu conhecimento de sua área de destaque (sejam elas games, programação, música, internet ou qualquer outra) permite uma forte atuação em seu núcleo social, tornando-os bons articuladores e formadores do opinião, capazes de influenciar grupos, com milhares de pessoas os acompanhando sem seus perfis em redes sociais ou no twitter. Elogiam um produto? Vendas e mais vendas. Eles tem conhecimento e CREDIBILIDADE. Os Nerds estão caminhando para a dominação mundial!

Brincadeiras a parte segundo David Anderegg, professor de psicologia da Faculdade Bennington, em Vermont, nos Estados Unidos, os Nerds estão sim se destacando cada vez mais e ganhando destaque e poder. Não preciso citar Bill Gates, Larry Page ou Steve Jobs, preciso? De fato isso é mais que natural afinal informação é poder e ninguém mais ávido por informação que são os Nerds. O excessivo conhecimento em sua áreas, a paixão pelo que fazem, o desejo de saber mais e mais rápido vem fazem com que se destaquem nos negócios, atividade públicas e culturais.

Ao contrário do que muita gente ainda pensa um Nerd não é necessariamente um CDF – Steve Jobs largou a faculdade, muito menos feio (meninas, vocês dispensariam um Nerd como Ben Afleck? Rapazes, vocês deixariam Natalie Porman passar?), com problemas de interação social ou mesmo estranho. Pelo contrário, se antes os Nerds era considerados quase que criaturas contagiosas, hoje são encontrados em qualquer roda de amigos, merecendo um certo destaque. Que filme ver? Que programa é melhor para resolver seu problema? Como passar daquela fase? Que console comprar? Plasma ou LCD? O computador não funciona? Qual a banda que vai estourar? Pergunte a um Nerd, pergunte ao Nerd da sua turma. E, acreditem, eles geralmente fazem certo sucesso com o sexo oposto. O hedonismo está perdendo forças e o conteúdo está assumindo seu lugar como objeto de desejo em um par. Advinha quem está ganhando com isso? “Smart is the new Sexy” como diria Howard Wolowitz, e acho que muita, muita gente concorda com ele.

Acho que essa seria a melhor definição de Nerd: uma pessoa inteligente, com sua atenção voltada para um ou mais assuntos específicos que, geralmente, envolvem cultura ou tecnologia, ao qual se dedica com paixão, procurando sempre estar a par de todas as novidades. O resto, aspectos físicos e sociais, vão variar de pessoa para pessoa, sem que possamos sintetizá-los numa descrição mais exata que a que fiz acima. Assustado? Pois é, você pode ser um Nerd e não sabia.

Definitivamente, esqueçam os estereótipos vendidos por filmes e até séries, eles são apenas isso, estereótipos, cujo objetivo é maximizar (geralmente buscando o humor) as características Nerds, uma caricatura.

O legal é que com o Nerd se tornando cool cada dia mais vemos pessoas assumindo com orgulho o seu lado Geek. Vejam só alguns Nerds famosos: Kevin Smith, Steven Spielberg, George Lucas, David Bowie, Jô Soares, Gene Simmons (Kiss), Natalie Portman, Kristen Bell, Paulo Ricardo (RPM), Cate Blanchett, Derrick Green (Sepultura), Tuomas Holopainen (Nightwish), Weezer (a banda inteira), Matt Groening, Jerry Seinfeld, Joss Whedon, J.Michael Straczynski, Stephen King, M.Night Shyamalan, Irmãos Wachowski, Ben Affleck, Matt Damon, Jason Lee, Supla, Aldo Novak, Zé Rodrix, Steve Jackson, Drew Barrymore, Marcelo Del Debbio, J.M.Trevisan, Mark Rein-Hagen, Nicolas Cage, Gareb Shamus, William Shatner, Marcelo Tosatti, John Romero, Bill Clinton, Bill Gates, Paul Allen, Linus Torvald, Steve Jobs, Carmo de LaVechia e tantos outros que passaria horas escrevendo (ou copiando e colando!).

Ok, Eden, acho que compreendi o que é ser Nerd mas ainda não sei que assunto vou encontrar aqui na coluna!!! Oras, pequeno gafanhoto, você vai encontrar de TUDO um pouco. Games, sites, cultura, música, hardware, série, cinemas, quadrinhos e muitos mais. E sempre recheado de referências Nerds.

Bem, queridos Nerds, espero encontrá-los aqui novamente dentro de 15 dias. Vida longa e próspera.

Veja também

<>

Comentários

Topo