Um labirinto feito com uma tonelada de sal!

Será que paciência oriental existe mesmo?

Depois de ver isso aqui, eu tenho certeza que sim:

O gênio que fez isso é o japonês Motoi Yamamoto, em uma galeria de arte na França. A história dele é um tanto quanto triste: começou a fazer desenhos com sal depois que a irmã morreu, pois o sal na cultura dele representa purificação e luto. Ao fim de cada exposição ele ainda aumenta esse simbolismo convidando os visitantes a desconstruir os seus labirintos e espalhar o sal onde as pessoas quiserem.

Mesmo se você não acredita/concorda/etc com o simbolismo, fique com mais imagens desse labirinto e de outro do mesmo artista, porque são impressionantes por eles mesmos:

(via)

Comentários

Topo