TOP5 brincadeiras saudáveis da infância

Eu quando era criança adorava brincar na rua. Já era geek e viciado em videogames, mas também não abria mão de um futebol ou andar de bicicleta e skate. A minha geração ainda aproveitou a fase das brincadeiras imaginativas, como Academia, Queimado e outras. Hoje os pirralhos já nascem e vão direto para as redes sociais e para o MSN.

Por isso, para repassar o conhecimento para as gerações vindouras, segue o meu TOP5 de brincadeiras ‘saudáveis’ da minha infância:

1. Garrafão: uma das mais conhecidas brincadeiras da infância, Garrafão é uma versão infantil de um espancamento coletivo na cadeia. O objetivo é o seguinte: desenha-se uma enorme garrafa (algo como um Vinho Carreteiro de 5000 litros) no chão, e um céu tipo o céu da amarelinha logo na boca do garrafão. Depois escolhe-se quem será o pegador. Esse fica dentro do garrafão, tentando agarrar alguém que está fora do garrafão. Esses que ficam do lado de fora devem ficar pulando em um pé só. O pegador pode pular para fora do garrafão para pegar alguém, mas deve fazer isso antes de encostar no chão. Caso ele encoste no chão primeiro, vai levando porrada, chute, pescotapa, voadora, chinelada, sapatada e contra-vapor até chegar no céu, que na minha opinião deveria se chamar inferno, porque o infeliz chega parecendo um mendigo atropelado. Caso algum dos jogadores que estão fora do garrafão pise com os dois pés, pise na linha ou seja agarrado pelo pegador, este é quem apanha feito um cavalo do cão. E tem que correr até o céu que estará devidamente protegido pelos filhos da puta que irão lhe dar chutes do estômago pra cima. Quem for pego, apanha e vira o pegador. Quem errar, apanha e vira o pegador. Quem pisar na linha, apanha e vira o pegador. E se o pegador sair do garrafão sem pegar ninguém ele é quem leva.

Nível de Porrada: 9
Queima de Calorias: 10
Chance de haver Sangue: 8
Provável Chorão: 8

Recomendação: recreio da escola

2. Corredor Polonês: corredor polonês é a denominação dada a uma estreita faixa de terra na qual se encontra a maior parte do curso inferior do rio Vístula, na Polônia. Teve uma guerra feia por lá, e acho que por isso e pelo fato de ser uma faixa de terra estreita, essa brincadeira recebeu esse nome. O objetivo é juntar 2 fileiras de pessoas, formando um túnel e o infeliz tem que passar correndo por dentro apenas para levar toda sorte de porradas até, quem sabe, conseguir sair vivo do outro lado. É permitido murro, chute, botar o pé pro palhaço cair, bicuda nas costas, dedo na garganta, puxão de orelha e tudo que possa provocar uma dor aguda e duradoura.

Nível de Porrada: 10
Queima de Calorias: 7
Chance de haver Sangue: 6
Provável Chorão: 7

Recomendação: recreio da escola, final da educação física, aniversários.

3. Dono da Rua: essa brincadeira é fácil, basta apenas traçar uma linha e dividir as pessoas em duas equipes. Cada uma fica de um lado, e o objetivo é tentar puxar um oponente para a sua base. Conseguindo realizar essa tarefa, o próximo passo é não deixá-lo voltar para o lado dele, enchendo-o de porrada até ele chamar cachorro de cacho, urubu de meu lôro e Jesus de Genésio. Lembrando sempre de não se empolgar na pancadaria e acabar sendo puxado pro outro lado, pois o revide vem com gosto de coca choca. Ganha quem aguentar levar mais porrada ou conseguir ter puxado todos os adversários ao menos uma vez para sua base.

Nível de Porrada: 7
Queima de Calorias: 8
Chance de haver Sangue: 6
Provável Chorão: 6

Recomendação: tarde ociosa, fins-de-semana.

4. Cuzcuz: como o próprio nome já diz, cuzcuz é uma das mais saudáveis brincadeiras entre garotos. O material necessário é um pouco de areia e um graveto, ou palito de picolé. Basta juntar a areia em forma de um montinho, colocar o palito cuidadosamente no seu topo e começar o jogo. Todos os participantes, em sentido horário, devem com o indicador, tirar uma “lasquinha” do cuzcuz, fazendo com que o seu volume vá diminuindo. Antes deve ser selecionada uma “ronda”, que é para onde o perdedor deve correr. A medida que os participantes vão tirando areia, o cuzcuz vai desmoronando e o palito começa a se mexer. O sortudo que puxar a carrada de areia fatal, tem que correr até a ronda, escapando do espancamento por parte dos “amigos”. Já presenciei um cuzcuz que tinha mais ou menos meio metro de altura. Todos confiantes achando que o palito não ia cair nunca daquela duna praiana, até que um calouro desavisado foi instigado por uns caras bem legais e chegou chutando o palito. Quando ele acordou meia hora depois, lembrou que ao correr para o banheiro masculino (a ronda era lá), um sujeito esperto ergueu um tapume na frente impedindo que ele conseguisse entrar no banheiro. O que choveu de M2000 e Kichute na venta dele não foi brincadeira. Nunca mais ele brincou de cuzcuz. De fato, nem comer cuzcuz o coitado come hoje em dia tamanho foi o trauma.

Nível de Porrada: 7
Queima de Calorias: 2
Chance de haver Sangue: 7
Provável Chorão: 9

Recomendação: qualquer lugar que tenha um pouco de areia e um palito.

5. Queimado (Café-com-leite): nessa brincadeira, dois times são divididos e com uma bola qualquer, de preferência não muito grande, uma equipe tem que acertar a bola no adversário e eliminar este do jogo. A bola deve bater no oponente e cair no chão. Caso um jogador arremesse a bola e o adversário defenda sem deixar cair no chão, o arremessador é quem sai. Esse jogo foi ilustrado de forma muito bem humorada no filme Dodge Ball. É uma brincadeira interessante, mas não é lá muito divertida como as outras citadas antes, pois é um jogo meio parado. Na falta de opção, servia pois sempre pode-se mirar no cunhão ou na cara de alguém.

Nível de Porrada: 1
Queima de Calorias: 3
Chance de haver Sangue: 0,5
Provável Chorão: 1

Recomendação: só se não puder brincar de garrafão, corredor polonês, dono da rua ou cuzcuz.

Veja também

<>

Comentários

Topo