TOP 5 – Trabalhar com TI é uma droga

Cinco motivos de porque é tão difícil trabalhar com TI:

1) Sempre há um monte de dedos apontados para você: basta aparecer uma telinha azul, uma janela de erro ou qualquer outro problema que todo mundo começa a apontar o dedo para a equipe de TI, demandando que o problema seja resolvido o mais rápido possível e todos possam voltar a usar o MSN… digo, trabalhar. Isso faz parte do trabalho e os profissionais devem estar preparados para isso. Sempre que um sistema para, a TI ouve em alto e bom som que nada funciona, mas jamais são elogiados nos outros 99% do tempo em que tudo funciona suavemente;

2) Usuários pensam que você sabe tudo: a TI, assim como qualquer outro departamento, possui sub-divisões e especialidades. Assim como o Financeiro tem o contas a pagar e a receber. Normalmente ninguém vai até o funcionário do contas a receber e pede satisfações por contas a pagar. Na TI também funciona dessa forma. Os profissionais não são super especialistas que conhecem toda a tecnologia disponível no mundo com a palma da mão. Existem especialistas em Infra-Estrutura, em Software, em Redes, em Firewall, etc. Há maneiras sutis de lidar com isso, mas não deixa de ser um pouco frustrante. Muitos dos seus colegas de trabalho vão lhe pedir conselhos sobre a compra de PC´s, câmeras digitais e TV´s. Alguns vão até pedir que você conserte os pc´s deles de graça e ajude a resolver problemas com a banda larga na casa deles.

3) Você deve sempre se aperfeiçoar as próprias custas: nenhuma profissão no planeta muda tanto quanto as envolvidas com o mercado de TI. Hardware e Software mudam num piscar de olhos e os profissionais devem estar atentos e atualizados. O conhecimento necessário apenas para manter o seu emprego fica maior e diversificado, ficando por conta do próprio profissional investir em melhorias na carreira para não tornar-se obsoleto em poucos anos.

4) Muitas horas de trabalho e pouco descanso: normalmente, empregos envolvidos com TI requerem trabalho fora de horário. Profissionais de infra-estrutura e sistemas só podem realizar manutenções fora do horário do expediente, para não prejudicar a produtividade durante o dia, e devem estar presentes no dia seguinte para observar se tudo funciona como deveria. Muitos trabalham em sistema de sobre-aviso, as vezes não sendo ao menos pagos para isso, e usuários e colegas pouco respeitam os horários de descanso dos profissionais de TI. Os celulares devem sempre estar ligados e estes devem atender ligações as 10h da noite em pleno domingo com um bom humor de dar inveja a qualquer um. É a dura rotina dos profissionais de TI.

5) O mercado de trabalho é tumultuado e em transição: não há regulamentação da profissão, existem diversos cursos formadores com nomes diferentes, não há padronização das faculdades, o mercado escolhe os profissionais baseados unicamente no custo (em grande parte dos casos). Há muitas vagas disponíveis mas não há gente qualificada para atendê-las, dizem as empresas de RH. Porém, quando o profissional qualificado aparece, é trocado por outro com custo 50% menor.

Traduzido e adaptado livremente do original, encontrado na TechRepublic.

Veja também

<>

Comentários

Topo