Sobre o FormSpring.Me

formspring

A nova modinha do momento é o FormSpring.Me. Um site que talvez nem chegue a ser rede social. É até muito mais anti-social do que tudo. Basicamente você se cadastra, cria um ‘perfil’ e sua foto junto com um formulário aparece para qualquer pessoa, sendo usuário ou não, possa lhe fazer qualquer pergunta, as quais você escolhe se quer aprovar ou não, bem como publicar as respostas.

O fato é que esse serviço é um bebê acéfalo. Já nasceu morto. Ao menos na minha opinião. Criei o meu e enjoei dele em dois minutos. Os motivos? Perguntas do tipo “Você é gay?”, “First?” e baixarias ainda maiores reinaram no universo das perguntas. Mas o principal motivo é que o serviço permite que qualquer anônimo faça qualquer pergunta (leia-se ofensa) sem qualquer identificação. Ou seja, o serviço é o triunfo da trollagem.

“Mas você não publica a pergunta e pronto”. Claro, pois uma ofensa pessoal e direta é inválida se ninguém ler, correto? Da próxima vez que eu mandar alguém tomar naquele lugar, não o farei em público, afinal, só é ofensa se muita gente escutar.

O fato é que eu já tenho diversas formas de ser contactado ou questionado sobre qualquer coisa, através dos comentários do blog, do formulário de contato, do meu celular, do msn, do twitter, pessoalmente, enfim, não preciso de mais um formulário que privilegia fracos e covardes a perguntarem o que não tem coragem de fazer identificando-se, através da armadura do anonimato. Quem quiser utilizar o serviço, vá em frente, mas depois não diga que eu não avisei.

Veja também

<>

Comentários

Topo