Qual a melhor distribuição Linux?

Segundo o site DistroWatch, existem mais de 400 distribuições Linux e BSD atualmente disponíveis e ativas. Muitas destas existem com muitas versões, possibilitando milhares de escolhas para o usuário.

A questão que surge muitas vezes em mesas de bar é “Qual é o melhor?” (Nota do autor: Nerd também tem vida social com outros Nerds). Tal como acontece com muitas perguntas simples, não há uma resposta simples. Normalmente, se você perguntar a cinco usuários de Linux randômicos, você terá cinco respostas diferentes e conflitantes. Este breve post é a minha contribuição para este debate sem fim.

Evite Distribuições Mortas ou Sem Suporte

Um usuário sábio evita uma distribuição que já morreu: se ninguém está desenvolvendo e mantendo a distribuição, pode estar faltando muitas características desejáveis, drivers e irá ter defeitos. Softwares de segurança modernos estarão ausentes nas distribuições mais antigas, e estas distribuições têm defeitos conhecidos que são facilmente exploráveis. A Internet já não é um lugar seguro (há notícias de vírus até em MACs) e não há desculpa para a utilização de uma distribuição antiga e insegura quando há outras mais seguras para escolher.

Algumas pessoas defendem algumas das distribuições/versões mais antigas para serem utilizados em máquinas mais antigas ou de menor especificação de hardware. No entanto, muitas das modernas, seguras e apoiadas distribuições que são especialmente concebidas para serem executadas em hardwares mais simples. Por exemplo, a distribuição Debian baseada em DSL pode ser executada em uma maquina com apenas uma CPU 486DX e apenas 16MB de RAM.

A ferramenta certa para o lugar certo

Algumas distribuições são de uso geral, outras são personalizadas e algumas são altamente especializadas. Embora distribuições especializadas, por exemplo, firewalls, ou sistemas forenses; são excelentes em suas funções, fazem mau uso geral dos sistemas operacionais. Não escolha uma distribuição especializada, a menos que você realmente deseja usá-la da forma como foi concebido. Por outro lado, uma distribuição geral pode ser utilizada de uma forma especializada, mas não será tão eficaz como uma distribuição dedicada.

Seu favorito é provavelmente melhor

Eu sinto que a melhor distribuição Linux é o que você mais gosta. Eu pessoalmente gosto mais da Debian: eu conheço melhor a distribuição e ainda acho que é mais fácil de usar. A primeira distribuição que eu utilizei foi uma Red Hat e naquela época eu achei muito difícil me virar por conta própria. Depois de um tempo, tive contato ainda no mestrado com o Ubuntu, achei muito mais simples e acessível. Mais tarde um amigo sugeriu o Debian, e com sua ajuda eu fiz muito progresso. Agora minha experiência com o Debian me diz que qualquer comparação que eu faça ela sempre sairá na frente: é melhor, uma distribuição alternativa precisa ser exemplar, causar um frisson, ser desejável. Eu utilizo de vez em quando o Ubuntu no trabalho e recebi o devido treinamento para utilizá-lo, e embora o Ubuntu seja uma distribuição muito boa, eu ainda prefiro o Debian.

Relacionadas Distribuições

Naturalmente você vai achar que versões diferentes da mesma distribuição e uma outra distribuição baseada em outra bastante parecidas – fácil de visualizar com um parentesco comum. Por exemplo, o Ubuntu é uma distribuição baseada na distribuição Debian. Em um nível técnico são muito semelhantes, mas Ubuntu tem um instalador simplificado e um forte foco para usuários comuns.

Lembre-se, você pode mudar de opinião

Lembre-se que ao contrário sistemas operacionais pagos e restritos por leis de direitos autorais, geralmente é muito fácil mudar de uma distribuição Linux para outra, se você achar necessário ou desejo de mudança. Se você tiver o espaço suficiente, então, vale à pena ter mais de um sistema operacional, assim que você pode experimentar vários sistemas diferentes, sem se preocupar com qual é o melhor sistema.

Veja também

<>

Comentários

Topo