Maldita Inclusão Digital

Inclusão Digital é um termo muito simples de entender. É um processo onde a população carente passa a ter acesso as tecnologias que são produzidas, mas que por questões principalmente econômicas só chegam até as classes mais favorecidas. Não é difícil notar como ela acontece na sua vida. Observe a empregada da sua casa com uma câmera digital. Você também já deve ter percebido os porteiros do seu prédio comentando sobre vídeos do Youtube ou falando sobre algo que viram no Orkut.

Alguns anos atrás isso era inimaginável. A inclusão digital se dá por alguns motivos, mas um deles principalmente: o econômico. O Brasil melhorou MUITO nos últimos 15 anos. Antes vivíamos do que era sucata lá fora e hoje, apesar de não termos tecnologia de ponta se comparados a outros países, já ao menos não estamos tão para trás. O reflexo direto da queda dos preços dos eletrônicos, dos computadores, democratização da banda larga e da melhor distribuição de renda é: aquele povo feio que você odeia está invadindo as suas redes sociais e possuindo equipamentos eletrônicos que antes só você, nobre lorde das castas mais abastadas da Internet possuía.

Você, fidalgo de sangue azul, habitante de castelos, acostumado a possuir centenas de serviçais à sua disposição agora tem a companhia das classes C, D e até E na Internet. Isso é um absurdo, não é mesmo? Devemos lutar contra isso. Por que diabos o Governo deve permitir que pobres, feios e gente sem educação acesse o orkut, publique fotos toscas e escreva errado no Twitter? Temos que lutar contra isso. Nossa tag é a #malditainclusaodigital.

Se estiver com um pouco de tempo livre, leia sobre o Princípio Constitucional da Igualdade. É aquele que todos conhecem mas detestam praticar, principalmente aqui no Brasil. Ele rege que “Todos são iguais perante a lei”. Eu DESAFIO qualquer um a me dar um argumento que seja contra a inclusão digital. Justifique, sem enrolação, os motivos pelos quais pobres, pessoas com menor grau de instrução e educação que você deveriam ser alijados do acesso à Internet e às tecnologias da informação e eletro-eletrônicos. Me responda por quais motivos UM BRASILEIRO, CIDADÃO, COMPATRIOTA seu deve ser marginalizado e impedido de acessar o Twitter, o Facebook, de tirar fotos dos seus aniversários, de suas festas, do que diabos ele queira tirar fotos.

Se todos tem o mesmo direito de votar, de ir e vir, de consumir produtos pagando por eles, por que um bando de imbecis elitistas se acham no direito de gritar em redes sociais que a inclusão digital é uma coisa maldita? Esses são os mesmos imberbes que dao RT em tags contra o preconceito ou mandam um abraço virtual pro Japão. Esse tipo de gente deveria tatuar HIPOCRISIA na bunda. Nem me perguntem onde a letra O ficaria. Vejam esses tweets:

 

Detalhe: esses tweets todos foram menos de 6h atrás, tinha MUITOS outros que nem coloquei. É PATÉTICO ver pessoas com acesso a recursos querendo privar outras pessoas de ter o mesmo acesso. Esses deveriam ser considerados criminosos. O que esses protozoários tem de melhor do que qualquer outra pessoa? Olhem os erros de português, as fotos RIDÍCULAS e tudo o mais que eles criticam. Vocês viram aí em cima algum exemplo de elegância, garbo, classe, educação, fidalguia ou qualquer outro adjetivo que na cabeça dessa gente os qualificaria a gastarem seu dinheiro e usufruírem do que é livre para todos da forma como desejarem? É muito fácil ser contra a inclusão digital sentadinho na sua cama com um laptop no colo e banda larga paga pelo seu papai à disposição.

Aprendam de uma vez por todas: vocês não tem o menor direito de manter NINGUÉM em um cativeiro intelectual. Vocês não são donos DE NADA. No dia que a Internet virar um condomínio fechado, você passa uma tranca no seu pedacinho e se isola lá dentro. Faça essa gentileza, pois o mundo não precisa de gente como você. A única diferença de um pobre mal-educado para um rico é a resolução da câmera.

Veja também

<>

Comentários

Topo