Mãe solteira condenada a pagar US$2 mi por pirataria

Aqui está uma prova de como a indústria fonográfica está desesperada em relação as mídias digitais como força competitiva para o seu negócio outrora lucrativo de vender cds e dvds.

Jammie Thomas, uma mãe solteira dos EUA foi condenada, acreditem, a pagar US$1.920.000,00 de multa por ter baixado 24 músicas no Kazaa.

Sabe-se lá como os ‘prejuízos’ foram calculados e chegaram nesse valor, mas o fato é que o juri decidiu em 5h que uma mãe solteira, sem o menor conhecimento em tecnologias deveria pagar esse montante absurdo para um conglomerado de seis empresas que a processaram, sendo elas a Capitol Records, Sony BMG Music, Arista Records, Interscope Records, Warner Bros. Records e UMG Recordings. Cada uma recebeu US$80.000,00 por música.

jammiethomas-420x0

Isso mesmo, 80 mil doletas por CADA MÚSICA. Já imaginaram o quão bizarro isso soa? O pior de tudo é que enquanto empresas poluem o ambiente, políticos se apoderam de milhões de dólares de verba pública (sim, isso também acontece lá) uma pobre coitada que nem fazia idéia que estava cometendo um crime vai passar o resto de sua vida pagando o que não pode para grandes empresas que não fazem idéia do que fazer para sobreviver e um mercado saturado e ultrapassado.

Se eu fosse ela, ia pro tribunal com um Ipod na mão. Corrão e apaguem suas mp3 enquanto é tempo.

Fonte: UberReview

Veja também

<>

Comentários

Topo