GVT TV – A prova de que o inferno existe, e é aqui.

Pensa em assinar a TV da GVT? Bem, pense duas vezes. Leia o relato e decida se vale à pena ou não.


Quando a GVT chegou em Recife, prometendo preços baixos, competitividade, tecnologia de ponta e velocidades nunca vistas na região, entrei em êxtase. Meus olhos brilhavam quando via caminhões com imensos rolos de cabos. Era fibra e cobre pra todo lado. Não hesitei e fui um dos primeiros na cidade a aderir aos planos. A partir daí foi uma escalada constante ano a ano, passando dos 10Mb iniciais para 15 e depois para os atuais 35Mb. A GVT sempre se diferenciou das outras empresas pelo atendimento rápido, zeloso e pela qualidade da sua banda larga. Não é a toa que eu fazia inveja a muita gente e chamava a empresa de GVT – Grande Vitória Tecnológica.

Recentemente, a empresa colocou em prática seu plano de convergência e passou a oferecer também serviço de TV por assinatura. No momento eu assinava a Embratel, que mudou de nome e passou a se chamar Claro TV. Não era nada excepcional, com decoder super antigo e feio, imagem padrão e preço razoável. Mas nunca me deixou na mão (a não ser quando chovia). Pensei que migrar para a GVT TV seria uma decisão óbvia, pois esperava que ela tivesse o mesmo padrão de qualidade de sua banda larga. Além disso, eu poderia negociar um desconto na fatura (o que consegui) e manter todos os serviços numa única conta.

A migração foi feita, e desde a instalação eu já deveria ter percebido que o negócio não era uma boa idéia. Em primeiro lugar, os instaladores fizeram um serviço de péssima qualidade. Sujaram toda a parede da sala, inclusive em pontos onde sequer deveriam ter chegado perto, pois não era próximo de onde estava sendo instalado o equipamento. Parede essa que eu havia pintado 1 mês antes. Além disso, por pura preguiça deixaram de embutir os cabos coaxiais e deixaram tudo à mostra, pra terminar o serviço rápido. Configuraram os receptores porcamente (tinha um na sala e um no quarto) e foram embora. Cinco minutos depois que os sujeitos saíram do meu apartamento, o ponto adicional (do quarto) parou de funcionar. Resetei o decoder e ficou ok.

No dia seguinte, percebi que sempre que eu desligava a TV o decoder parava de exibir a imagem. Sendo assim, TODAS AS VEZES que eu fosse assistir tv no quarto teria que resetar o decoder. Chamei a GVT, os técnicos vieram e repararam o defeito, que curiosamente, voltou 10 minutos depois que os caras saíram. Resignado, pensei “resetar o decoder toda vez que for assistir não deve ser tão chato”. A instalação foi feita em Julho e seguiu assim até Novembro. Em dado momento, o ponto adicional simplesmente parou de funcionar, sequer aparecia imagem mesmo resetando o decoder. E nesse período todo, a GVT prometeu diversas vezes pelo twitter e por telefone vir resolver o meu problema, mas nunca deu as caras. Toda vez que falavam comigo no Twitter, usavam resposta padrão e pediam meus dados, diziam que iam analisar o caso e dar prioridade. Mentira, balela, conto do vigário. Aposto que o responsável pela conta estava jogando CS na hora e rindo de mim.

Cansado dessa ladainha, resolvi ligar pra cancelar. Após uma batalha maior do que a de Helm’s Deep em As Duas Torres, 28 minutos de ligação depois de muita insistência (parecia que eu falava grego, eu mandava cancelar e a atendente explicava qual era o problema na minha TV) consegui finalmente cancelar esse erro da natureza chamado GVT TV. Minha opinião sobre a Internet deles AINDA não mudou, mas a ganância é tamanha que até mesmo usuários outrora satisfeitos com o serviço tem reclamado constantemente da queda de qualidade. O call-center também piorou muito. Demora pra atender, promete visita técnica e não cumpre, um verdadeiro caos. Em resumo: a GVT se nivelou por baixo.

Minha opinião, se você está insatisfeito com a sua TV a cabo atual é: pare de assistir TV a cabo ou mantenha a sua atual. Não vale a pena passar pelo transtorno de cancelar a atual, passar por uma nova instalação e ter um serviço caro e porco na sua casa. Simplesmente não vale a pena. Esse é um dos grandes problemas da convergência. Empresas tentam fazer muitas coisas ao mesmo tempo quando nem o que elas estavam habituadas a fazer normalmente era feito com qualidade. Tipo um padeiro que faz um pão horrível mas resolve fazer pizza também.

Se você quiser passar pela tortura que é ter GVT TV em casa, vá em frente. Masoquismo é um fetiche bem comum, anyway.

Veja também

<>

Comentários

Topo