Governo Britânico reacende a polêmica: videogames causam obesidade infantil.

Eu realmente acho engraçadas essas campanhas tentando associar a imagem dos video-games a desordens dos mais diversos tipos, principalmente em crianças e adolescentes. Dadas as devidas proporções, é provável que pião, peteca e bola de gude já tenham sido associados a disturbios de todos os tipos em outras épocas.

"Arrisque uma morte precoce. Apenas não faça nada."

A última foi do Governo Britânico (o que causa um impacto bem maior), através do Ministério da Saúde, o que mostra que não é nenhuma ONG criada com verba ilegal do PT que está apoiando a causa e sim um órgão de respeito de um país de respeito, aí o buraco é mais embaixo. Lançaram uma campanha que associa problemas como excesso de ingestão de açúcar e jogar Playstation no mesmo patamar. Só quem leva fogo é a coitada da Sony. Não vi ainda ninguém citar o Nintendo Wii e associar a dores nas juntas, problemas de joelho, machucados diversos por conta de acidentes na utilização do console ou mesmo tendinite.

Mas preferências por marcas a parte, o que essas campanhas parecem esquecer é que com a quantidade de informações disponíveis não só para os pais, mas também para as crianças e adolescentes, cada vez mais tende-se a ridicularizar esse tipo de iniciativa, convenhamos com toda razão.

A campanha diz que jogar playstation demais faz mal a saúde. Concordo. Qualquer coisa que a pessoa fizer na vida, vai fazer mal a saúde. Acho que até comer vegetais demais deve fazer mal a saúde.

Eu quero é ver o cartaz da campanha que vai orientar os pais a impedirem os filhos de tomarem 2 litros de coca-cola por dia, ou não comerem mcdonalds constantemente. Garanto que isso mata muito antes do que ficar com a bunda sentada na cadeira por 2h jogando videogame.

Eu incentivarei meus filhos a jogar videogames, e CONTROLAREI a quantidade de tempo que eles passarão na frente da minha TV LCD 50″ Full-HD (a parte da TV foi exagero), assim como controlarei os excessos de guloseimas e quiçá até o de vegetais.

Como diz o ditado, quando a gente não quer, qualquer desculpa serve.

Veja também

<>

Comentários

Topo