Feedburner e Google = Dor de cabeça

Eu não sei se isso aconteceu com todo mundo, ou se apenas alguns tiraram bilhetes premiados, mas uma coisa que tem deixado os blogueiros de cabelo em pé é o Feedburner. Após a compra do Feedburner pela Google, os usuários foram obrigados a migrar os seus feeds para o Google.

Após isso, o que se viu foi uma verdadeira confusão com relação ao número de leitores do Feed. A maioria despencou, e no caso do Byte Que Eu Gosto, o número foi para quase zero. Para ser mais preciso, nosso contador de Feeds mostrava apenas 1 leitor, o que não é nem de longe o número correto.

Descobrimos após muita pesquisa, que o endereço original do Feed havia mudado, e sabe-se lá porque. Como a experiência com o suporte do Google não é nada boa, resolvemos criar um novo Feed e começar a alimentá-lo do zero.

Para isso, contamos com a compreensão de vocês, queridos leitores, que assinem novamente o nosso Feed (para os que já assinavam) ou que comecem a assinar a partir de agora os que não assinavam.

O endereço do Feed está no topo da página, basta clicar no ícone e agregar o Feed ao leitor de sua preferência.

Para quem está sofrendo com problemas com Feeds, recomendamos abrir a aba Troubleshootcize do próprio Feedburner, ou acessar esse endereço com uma lista de problemas conhecidos e as suas gambiarras soluções para resolver.

Para quem não sabe, os leitores de Feed (alimentar, em inglês) são ferramentas que permitem a você, leitor, saber se os seus sites preferidos foram atualizados ou não, sem ter que ir lá visitar de um por um. É uma ferramenta pra lá de útil para quem lê muitos blogs ou visita muitos sites.

Para os blogueiros e donos de site, mostra dados importantes sobre a visitação do site, sobre as preferências dos leitores e sobre a popularidade do site/blog. Por isso é tão importante a assinatura do Feed por parte dos leitores, que são quem realmente “mandam” aqui. Teremos sempre a postura de produzir e publicar conteúdo que agrade aos nossos leitores, e para isso a assinatura dos Feeds é de extrema importância.

Por isso, assinem o nosso novo feed já que o Google e o Feedburner fizeram a gentileza de bugar o anterior. É só clicar no ícone do Feed no topo da página.

Veja também

<>

Comentários

Topo