Eu (Revolver) Patos

Não sei como isso começou, mas o cara ou a mulher que inventou o Eu (L) Whatever era um gênio. A primeira imagem que tenho disso é com aquelas camisetas I (L) NY. O fato é que depois disso tudo passou ser digno de apreço, capaz de ter até camisetas com I (L) Osama. Tem até aquele site, We Heart It. Isso migrou pra exemplificação do amor através da semiótica (que frase épica, pqp, sou foda). Por exemplo, Eu Amo Volkswagen com o símbolo da montadora no lugar do coração. O que eu quero dizer com tudo isso é que essa camisa aqui é foda:

E eu podia ter poupado vocês da introdução, mas eu TINHA que usar aquela frase em algum lugar. Exemplificação do amor através da semiótica. Que foda, dá pra fazer um livro com isso.

Daqui

Veja também

<>

Comentários

Topo