Estudante processa companhia aérea por perda de Xbox

Um estudante de Yale está processando uma companhia aérea pelo sumiço do seu Xbox-360 do meio de sua bagagem, num vôo entre Connecticut e Ohio. O valor da causa? US$1.000.000,00. É isso mesmo, um milhão de dolares.

O nome da criatura é Jesse Maiman, de 21 anos. Segue notícia publicada no Cincinnati Enquirer:

Incluído em sua babagem para aquela viagem estava seu Xbox 360, que continha um hd específico e componentes que segundo ele custam mais de US$1.000,00.

Quando ele pegou sua babagem após o pouso… ele viu que tudo estava lá exceto o console e os componentes adicionais… o que se seguiu, seu processo alega, foram semanas de uma “busca desenfreada pelo video-game…”

“O console era o meu DVD Player,” disse Maiman, um estudante de cinema… O processo busca fazer com que a companhia aérea pague a ele US$1.700,00 pela perda do console e por “danos morais” pelo menos US$25.000,00, mas “na quantia máxima permitida pela lei ou, em alternativa, a soma de US$1.000.000,00”.

Entretanto, um porta-voz da US Air disse que os limites federais para perdas possuem um teto de US$3.300,00 por mala e que a política de bagagens da companhia exclui garantia para eletrônicos.

Acham exagerado? Vocês já tentaram mensurar o que é para um gamer-geek saber que nunca mais vai ver o seu tão amado console?

Se fosse brasileiro, eu apostaria dinheiro que ele pegaria o velho Xbox, chipado e com 3RL, colocaria na bagagem e pagava cinquentinha pro amigo que trabalha na Gol “dar sumiço” no video-game só pra poder ganhar no Big Brother sem comer nenhuma gostosa.

Daqui.

Veja também

<>

Comentários

Topo