Entendendo a linguagem dos usuários

Dessa vez, vou falar sobre a linguagem dos usuários. Quem gosta, ou gostava de assistir Friends deve se lembrar de um episódio em que todos zombavam da inexperiência de Rachel em relacionamentos. Eles falam a respeito de uma “Dating language” ou “Linguagem de namoro”. Eles queriam fazer ela entender que nem sempre o que se dizia da boca para fora era realmente o que a pessoa estava querendo dizer na verdade. Exemplos:

– Não, não é você… (É você);
– A gente devia fazer isso de novo em breve! (Ha Ha, jamais me verá pelada(o));
– Eu acho que a gente deveria começar a ver outras pessoas… (Rá! Eu JÁ estou vendo);

Acho que deu pra entender, não é mesmo? Pois no mundo do Helpdesk, existe também um dialeto bem complicado de entender, mas com os anos de experiência, qualquer profissional de suporte percebe o que o usuário está querendo dizer na verdade.

1) Meus e-mails sumiram sem eu fazer nada! – Isso na verdade significa que ele achou que estava com o HD muito cheio, e resolveu “liberar espaço” apagando aquele arquivo usuario.pst que estava lotando o disco dele;

2) Eu juro que não cliquei nesse ícone. – Provavelmente você irá encontrar 20 instâncias do mesmo processo que é aberto ao se clicar nesse ícone e terá que finalizar todos, com o computador quase travando de tão lento;

3) Meu monitor não liga! – Nesses casos, o mais provável é que a CPU esteja desligada;

4) O meu computador travou, o mouse não mexe! – Em 99% dos casos conectando o mouse na CPU resolve o problema;

5) A Internet não está entrando. – Sabe aquele computadorzinho com um “X” vermelho no canto da tela? É sóplugar o cabo de rede que funciona!

6) O Windows não está abrindo! – Na maioria das vezes, o usuário liberou espaço em disco apagando “arquivos inúteis” da pasta c:\Windows que ele nunca usava.

E vocês, já foram vítimas da linguagem de usuário?

Veja também

<>

Comentários

Topo