Deixa eu brincar de ser feliz, deixa eu pintar o meu nariz

Qualquer opinião pessoal emitida na Internet está sujeita a julgamentos. Se você pretende ter um blog de assuntos variados do cotidiano emitindo seus pensamentos e opiniões a respeito de qualquer que seja o tema, esteja preparado para todo tipo de julgamento. De certa forma a hipocrisia reina perene no universo online (não é jabá do UOL).

Então que com a ida da Tessália pro BBB começou uma flamewar que deve durar uns 3 meses ou até quando a “Sister” twitteira seja eliminada da casa. Aí o Felipe Neto foi e escreveu esse post, falando de como dar palco pra maluco faz todo mundo ficar doido. O foco central é que se algo for muito ruim, quanto mais a gente falar alto que é ruim, mais gente vai aparecer gostando.

Então eu cheguei a conclusão. A Tessália chegou no Twitter como um filme B dos anos 1980, aqueles que ganham diversos prêmios framboesa. E de tanta gente falar “que filme ruim”, o filme ganhou status de trash-cult e voltou a estar na moda. Nesse caso ninguém se lembra se a fotografia é ruim, se o roteiro é tosco ou se é uma comédia pastelão feita para protozoários. Todo mundo assiste porque é cool, ser cool. No final todo mundo quer mesmo é ser aceito e ninguém quer ficar de fora da rodinha.

Eu não sei quais são os talentos da Tessália. Sei é que ela deve ser muito bem relacionada, deve saber fazer um bom networking. Não sei se foi mérito dela chegar ao BBB nem se o fato de falarem tão mal dela ajudou-a a chegar até onde ela chegou, seja lá onde for que ela chegou. O que eu acho ridículo é que quem “defende” a Tessália não é sequer amigo dela ou muitas vezes nem a seguia. Tudo bem que quem a critica cai no mesmo conceito, mas discordo do argumento de que quem fala sobre ela está com inveja. Caramba, se eu estiver com inveja de qualquer coisa que eu falar, quando eu gritar gol do meu time estarei com inveja do atacante. Não é assim que funciona.

Como já andam me chamando de problogger por aí (alcunha que não teria vergonha de assumir, caso o fosse) e muitas vezes exigindo uma opinião sobre esse ou aquele assunto, deixo esse texto e me abstenho de comentar sobre isso mais pra frente. Deixa eu quieto aqui com meu blog irrelevante, deixa o Felipe Neto ser feliz com suas vertentes, o Cardoso passar fome com os Caraminguás dele (dá 10% tio?) e deixa a Tessália ganhar o BBB ou sair na playboy se ela for chamada e aceitar e BOLA PRA FRENTE.

Posso ser irrelevante pra milhões de pessoas, mas sou relevante pro meu cachorro.

Veja também

<>

Comentários

Topo