Como nascem os bebês na Alemanha

Tá, eu reconheço que certos assuntos são delicados para serem abordados com algumas pessoas. Determinadas situações não admitem convenções, por mais que se siga um protocolo a gente sempre fica com aquela pulga atrás da orelha nos perguntando ‘como digo isso?’ ou ‘como eu devo contar tal coisa’?

Isso aqui é um livro infantil alemão que ‘ensina’ como são fabricados os bebês. Eu não sei realmente se esse é o melhor jeito, mas veja só, o importante é dizer a verdade para as crianças, não é mesmo?

bebe1

Tudo começa quando um alemão meio rastafari encontra Frida. Eles trocam alguns olhares e logo percebem que foram feitos um para o outro. Esses olhos arregalados não são por conta do LSD, mas sim a felicidade estampada no rosto do novo casal.

bebe2

Como o papai é um alemão desenrolado, ele não precisa nem pagar um cineminha ou uma garrafa de vinho para a mamãe. Bastam alguns minutos, ou uma página e lá está o papai peladão junto da mamãe, pronto para plantar a sementinha. Desconsiderem o impressionante estrabismo do papai, nem liguem para o fato dele não ter pelos nas axilas mas ter uma… uma… enfim, alguns cabelos de formato triangular no peito, que possui mais dois umbigos. Um pequeno abraço e o papai, que se chama Armando Pinto já está pronto para a etapa seguinte.

bebe3

Pelos corações na cama podemos notar que apesar dela não ser das mais confortáveis, é o ninho de amor ideal para o papai e a mamãe semearem a vida. Nessa hora o papai introduz o papaizinho na mamãe e ela fica com a barriga transparente. Alguns girinos saem do papaizinho do papai e encontram o feijãozinho na barriga da mamãe. Tudo isso é feito com muito amor, apesar do papai e da mamãe não conseguirem fechar a boca para se beijar.

bebe4

Nesse momento, o papai e a mamãe passam nove meses pelados, até chegar a hora do neném nascer. Você, neném, é essa criança feliz de ponta-cabeça pertinho do pé de alface da mamãe. A grande hora está chegando e pela cara de felicidade do bebê ele vai ser uma criança muito alegre e saudável.

bebe5

Chegou o grande momento! Papai e mamãe pegam o fusca fabricado pela mesma empresa que fez a cama (empresa globalizada é isso!) e vão para a clínica, onde encontram o médico que ajudará a mamãe a dar a luz. Só espero que o médico se concentre e pare de ficar secando o papai. Ô, doutor, presta atenção na mamãe!

bebe6

Não se assustem com aquele desetupidor de pia na mão do médico. Isso só é utilizado quando o neném tem a cabecinha de mamãe bater bife e acaba estragando o brinquedo da mamãe para sempre. Apesar do doutor não tirar os olhos do papai, a cara de alegria do neném, que nasce limpinho, sorrindo e de braços abertos com cara de ‘cheguei, galera!’ garante que o parto foi um sucesso absoluto de renda e público.

bebe7

Após dar a luz e sofrer dores horríveis basta olhar o neném em seus braços que a mamãe se sente feliz de novo. Tanto que ninguém se lembra que a mamãe está pelada até agora, provavelmente morrendo de frio, seus peitos sumiram e ela não vai ter como amamentar o neném, além do médico insistir em ficar secando o papai. Depois todos vão para casa e vivem felizes para sempre!

Obs.: depois da publicação desse livro foi constatado um alto índice de mortalidade de cegonhas na Alemanha. Especula-se que a maior parte das mortes foi causada por suicídio.

Veja também

<>

Comentários

Topo