Gadgets

Vazou: os novos iPad Pro foram vistos nas mãos de alunos do SIEC

Talvez não fosse o lugar mais esperado pra se encontrar um gadget que ainda não chegou ao mercado, mas foi no SIEC – Sistema Educacional que alunos foram vistos usando o mais novo produto da Apple. Num mercado que já anda saturado de eletrônicos, a empresa fundada por Steve Jobs encontrou espaço para lançar um novo modelo de equipamento que pode revolucionar a indústria. Trata-se do novíssimo iPro.

ipro

O iPro na verdade parece um MacBook, mas não é. A Apple trocou a tampa do fundo por uma tela LED de 13″. Ideia de gênios! Assim, quando você estiver carregando seu MacBook pra lá e pra cá pode ir navegando na Internet, lendo emails e acessando redes sociais. Ainda não se sabe quando o iPro chegará ao mercado, mas certamente os consumidores farão fila nas portas das lojas para adquirir um. A ideia da Apple foi tão genial que até uma tag #somostodossiec foi lançada para divulgar o vazamento das imagens no SIEC.

#somostodossiec #ipad

Uma foto publicada por Marcel Dias (@bqeg) em

#somostodossiec #ipad #siec

A photo posted by LF – Triplo Sentido (@triplosentido) on

#somostodossiec

Uma foto publicada por Eduardo Pimentel (@porraflames) em

#somostodossiec #ipad

Uma foto publicada por I'm Jesus, bitch! (@filhodoocriador) em

#somostodossiec

Uma foto publicada por cumbuca (@voacumbuca) em

Aqui na Alt a tecnologia já é avançada. Novos Ipads Plus @rodrigob_r @rricardoso #SomosTodosSiec

Uma foto publicada por Carol Taveira (@caroltaveira) em

#SomosTodosSiec

Uma foto publicada por Igor Felipe Machado (@iguflips) em

lu

ipro4

ipro5

ipro6

ipro7

Usar smartphones grandes pode ser uma experiência ruim e dolorosa

Girl With Mobile Smart Phone

Nunca vi nenhum estudo ou algo que comprove o que estou dizendo, mas uma das maiores causas de migração de aparelhos por arrependimento é o fato de não se acostumar com telas muito grandes. Por um lado, o mercado “pediu” que smartphones cada vez maiores surgissem, a ponto de uma nova categoria chamada Fablet (grandes demais para um smartphone, mas não grandes o suficiente para ser um tablet) ter sido criada.

Meu primeiro smartphone foi um iPhone 3G, com sua tela de 3,5″. A própria Apple relutou anos em aumentar esse tamanho, crescendo meia polegada com a chegada do iPhone 5 apenas para cima, mas nada para os lados. Mas até mesmo ela teve que ceder aos apelos do mercado e dos usuários e lançou dois modelos de iPhone 6 com telas muito maiores, de 4,7″ e 5,5″.

Eu sempre falei que telas muito grandes iriam mudar o paradigma de uso dos smartphones. Ele não é mais aquele gadget que você tira do bolso e já começa a usar com uma mão apenas. Agora você tem que usar com as duas mãos se quiser ter uma experiência agradável e conseguir fazer uso da tela inteira. Há smartphones com 6″ de tela, nem com os dedos do E.T. você consegue percorrer todos os lados com uma mão só.

Steve Jobs era um obcecado pela usabilidade e sempre foi contra telas muito grandes, a ponto de afirmar que ninguém compraria telefones imensos. Cinco anos depois, Jobs está morto e não pode ver o quão estava errado. Mas em algo ele tinha razão: a usabilidade é muito prejudicada. Algumas grifes estão até mesmo aumentando os tamanhos dos bolsos de suas roupas para poder caber aparelhos com telas enormes, como o Galaxy Note, o iPhone 6+, o Lumia 1520 ou o Asus Zenfone 6, todos com telas acima de 5,5″.

Hoje, qualquer telefone básico tem tela de pelo menos 4″. O problema disso é que as mãos das pessoas não aumentaram de tamanho. Mulheres tem mãos bem menores e há também as pessoas baixinhas, pessoas com nanismo, amputados e muitas com dificuldades de movimentação. A indústria parece ter esquecido deles. Telas grandes demais simplesmente não servem pra essas pessoas.

Outro problema que acompanha o crescimento das telas dos smartphones é o desenvolvimento de dores crônicas pelo excesso de uso. Dores nas articulações, no pulso e nos dedos são comuns, quase onipresentes. Um dos vilões desse problema é a tela grande demais. Quando se junta uma mão pequena com uma tela grande, o resultado é desastroso. Houve um período em que nomearam uma LER (Lesão por Esforço Repetitivo) de BlackBerry Thumb (Dedão de BlackBerry), por conta da posição do cursor, que ficava no meio do teclado. O mesmo ocorre com smartphones touchscreen, pois geralmente é o dedão quem percorre a tela quando se usa com apenas uma das mãos.

htc-generic-hand-holding-phone

Talvez o mercado devesse criar um modelo em que você pudesse calcular qual o tamanho ideal de tela a partir do tamanho da sua mão, independente de usar com uma ou com as duas. Os piores cenários são telefones muito pequenos em mãos muito grandes e telefones muito grandes em mãos muito pequenas. O ideal é encontrar um aparelho que se adapte confortavelmente ao seu uso, de acordo com o tamanho de suas mãos. De nada adiantam recursos poderosos se a experiência causa dor e sofrimento.

Fica a dica, fabricantes. Cuidem das mãos dos seus clientes. E se você sente dor usando o smartphone, verifique se ele não é pequeno ou grande demais para as suas mãos e tente moderar o uso sempre que possível.

Você acha que o seu smartphone não se adapta ao tamanho da sua mão? Sente dores ao usar? Comente aí!

As melhores ofertas que encontrei na Black Friday

A vantagem de ir passar a Black Friday nos EUA, obviamente, é o preço das coisas. Apesar do dólar alto, comprar lá fora é certeza de uma grande economia. Além disso, lá as ofertas são extremamente agressivas, nada de metade do dobro ou coisa parecida. A dificuldade é não enlouquecer com as baratezas e comprar muito mais do que pode ou deve. Por isso uma das dicas do post anterior foi focar primeiro nos objetivos, depois nos supérfluos.

Entre as barganhas que eu consegui, algumas foram especiais:

Pebble Smartwatch: paguei 75$ dólares. O preço normal é 99$. O reloginho é um dos mais simples smartwatches mas é muito agradável de usar, a bateria dura muito mais que os outros e ele entrega o que promete, porque promete pouco. O preço desse relógio aqui no Brasil gira em torno de 600,00 reais.

pebble2

Pendrive PNY de 256GB USB 3.0: custou 59$ dólares. É praticamente um SSD ambulante. Espaço de sobra pra transportar arquivos e fazer backup em alta velocidade. Aqui no Brasil, um item similar é encontrado por 699,00 a vista.

Apple TV: a Apple em si não fez nenhuma oferta na black friday, mas a BestBuy estava vendendo Apple TV por 89$ dólares, um desconto de 10$ do preço normal. O preço oficial da AppleTV no Brasil é 399,00 reais.

Nintendo 3DS: a Game Stop estava vendendo um bundle do Nintendo 3DS XL por 179$ que ainda vinha com o jogo Mario Party. Mais barato até que a própria Nintendo World, que estava vendendo pelo preço padrão de 199$. O console gira em torno de 1000,00 reais aqui no Brasil. Além disso, pude comprar diversos jogos a preços muito mais baixos. Na GameStop há a venda dos jogos “pré-owned” (usados) em perfeitas condições, muitas vezes pela metade do preço.

HD Externo 2TB USB 3.0: o HD externo da Seagate modelo compacto, com 2TB de armazenamento foi 75$. Esse mesmo gadget custa em torno de 350,00 no Brasil. Havia ainda outros modelos com menor capacitade girando entre 40$ e 50$.

iPhone 6: com os preços altos do iPhone 6 no Brasil (3199,00 o preço oficial da Apple), trazer um de fora é sempre a melhor solução. Comprando por lá, um iPhone 6 de 16Gb sai em torno de 1800,00 reais pagando iOF e impostos. Isso é mais de 1000,00 reais mais barato que comprar o mesmo gadget no Brasil.

iphone-6-camera

Brinquedos: Lego, bonecos, todo tipo de brinquedo se encontra por lá numa variedade monstruosa e preços que beiram o ridículo comparados aos nossos. Um boneco do Buzz Lightyear por exemplo, pode sair por 30$ enquanto o mesmo brinquedo é vendido no Brasil por 400,00. Além disso, pra quem curte Lego, tem a Lego Store com todo o catálogo deles. Dá vontade de sair levando tudo.

Esses são apenas alguns dos itens que peguei por lá. Também trouxe um tênis extremamente barato (paguei 60$ em um tênis que custa em média 600,00 no Brasil) e roupas para meus filhos. Apenas com esses itens, a economia em relação ao mesmo custo no Brasil girou em torno de R$3000,00. Isso paga com sobras a passagem e até a hospedagem dependendo de onde você ficar. Na próxima vez que for fazer compras no Brasil, faça uma cotação. Passagens aéreas baratas, hotéis baratos, diárias de carros, tudo isso pode ser encontrado com facilidade no site da CVC. Além de economizar você ainda viaja.

* A cobertura da Black Friday em NY foi um convite da CVC, em parceria com a Cotação, com o The Roosevelt Hotel, a Delta Airlines e a NYC & Company

Hands On – Asus Zenfone 5

Essa semana a Asus me mandou o Zenfone 5 pra testar e eu fiz um hands on pra vocês. Vocês terão as impressões iniciais do aparelho, algumas features e especificações básicas dele e o que eu achei inicialmente. Não deixem de se inscrever no canal, compartilhar o vídeo, curtir, etc.

Um pelicano voa pela primeira vez, levando uma GoPro no bico

Um pelicano que foi abandonado do seu grupo quando ainda filhote, após uma tempestade, foi encontrado e tratado pela ONG Roots & Shoots, na Tanzânia.

O que poderia ser apenas mais um trabalho voluntário como muitos ao redor do mundo, ficou eternizado de forma inesquecível. No momento em que o jovem pelicano fez seu primeiro vôo, estava “equipado” por uma câmera GoPro Hero 3, que está na minha lista de gadgets que quero ter sem nem saber pra quê preciso. A cena é simplesmente inspiradora.

Tire um momento nesta manhã, abra o vídeo em tela cheia e faça também seu primeiro vôo neste dia.

Samsung Galaxy S5 vs iPhone 5s, uma breve análise

Na última segunda feira, a Samsung anunciou o já aguardado sucessor do seu smartphone “top de linha”, o novo Galaxy S5. Assim como todas as versões anteriores, o Galaxy S5 carrega sobre si a responsabilidade de ser o grande campeão de vendas entre os Androids high-end e o principal desafiante do iPhone em numero de vendas e funções.

samsung-galaxy-s5-vs-apple-iphone-5s-first-comparison-011

Baixada a poeira, vamos dar uma olhada em qual o tamanho da evolução do Galaxy S5 e uma breve comparação com seu principal concorrente, o iPhone 5s.

Design

Definitivamente o ponto mais divergente entre o Galaxy S5 e o iPhone 5s é a apresentação do aparelho. O novo smartphone da Samsung é um legítimo representante dos smartphones “de tela grande”: são 5.1 polegadas de tela, e a altura do aparelho é de quase 15 centímetros (14.2cm). Já o iPhone continua sendo a última resistência em entrar no clube: tela de 4 polegadas e um pouco mais de 13.5cm de altura.

Screen Shot 2014-02-27 at 12.14.55 PM

No peso, por consequência, o iPhone 5s é uma pluma (112 gramas) perto do Galaxy 5s (145 gramas). O resultado disto na mão é subjetivo. O aparelho da Apple é mais leve e menor, apesar dos cantos de vidro e metal, que não são nada confortáveis. O Galaxy S5 todavia pede mão maiores para segurar melhor, mas o estilo saboneteira colabora bastante para incomodar o mínimo possível.

Falando na “saboneteira”, o S5 procurou ser minimamente radical no seu visual. Mesmo botão físico oval, mesmos cantos arredondados, mesmo acabamento de plástico. De novidade, a parte de trás com mais cores e estilo mais atraente, na cores branco, preto, azul e dourado com furinhos. Por fim, o resultado é um celular mais refinado que seu antecessor. O iPhone 5s não mudou muito no design em relação ao modelo anterior, mas as cores têm novidades como o dourado e o branco virou prata. O acabamento, metal e vidro continua sendo lindo.

Screen Shot 2014-02-27 at 12.13.39 PM

Desempenho

O Galaxy S5 continua mantendo uma grande distância do iPhone 5s no que diz respeito a detalhes por baixo do capô. Enquanto o aparelho da Apple entrou e cabeça na computação a 64 bits, a Samsung ainda segue hesitante neste campo. O seu processador apresentado é um Snapdragon 801 quad-core rodando a 2.5 GHz, que é o melhor processador quad-core do mundo Android. O processador A7, por outro lado, é um duo-core de 1.4GHz, 64bits. Em memória volátil, o S5 tem 2GB de RAM, enquanto o iPhone 5s tem só metade disto. Para o ambiente fechado que a Apple tem, ele se encaixa perfeitamente e vale lembrar que este processador demoliu o Galaxy S4 em Benchmarks. Resta agora aguardar novos testes comparativos para saber quem está no topo.

Screen Shot 2014-02-27 at 12.14.31 PM

 

Mas um debate destes é quase que inútil, estamos falando de processadores que superam em muito 90% das nossas necessidades diárias num smartphone.

Uma observação: devido a falta de informação concreta sobre o uso do processador de oito núcleos Exynos, preferi excluir ele desta pequena análise.

Tela e câmera

O superphone da Samsung conta com o que há de melhor em termos de imagem: Uma tela Super AMOLED de 5.1 polegadas com resolução de 1080×1920 pixels. Como resultado, a densidade de pixels por polegada é de cerca de 432. É um pouco menos que o Galaxy S4, pois a tela é ligeiramente maior, mas ultrapassa em muito a Retina Display do iPhone 5s, que é de aproximadamente 326ppi. Mais uma vez, estes valores são absurdamente subjetivos. A maior vantagem poderia ser destinada ao Galaxy S5 por ser maior e mais confortável para assistir vídeos ou jogos. No que diz respeito à qualidade, os dois aparelhos são fabulosos.

Para tirar fotos, eu arriscaria dizer que a Samsung desta vez conseguiu superar a Apple. Com uma câmera de 16 MP, gerando fotos de até 5312 x 2988 pixels, a Samsung coloca o dobro de resolução do iPhone 5s,  com um sensor quaaaaase do mesmo tamanho (1/2.6′ contra 1/3 do iPhone5s). Infelizmente precisarei aguardar ter um Galaxy S5 na mão pra ver na prática se a combinação deu certo.

Sistema Operacional

Kit Kat versus iOS 7. Em situação isolada, o Kit Kat se apresenta hoje como um sistema operacional muito mais “solto” do que o iOS7. Excelente integração de mídia com os aplicativos disponíveis, integração total com serviços do Google. Entretanto, temos no Galaxy S5 um Android modificado, o famigerado TouchWiz, que é a “roupagem” que o Android recebe tanto visual como funções adicionais. O problema, aí é o pecado do excesso. O TouchWiz muitas vezes sobrecarrega o usuário com muitas funções que em última instância são dispensáveis, além de sobrecarregar também tanto o desempenho do aparelho, quanto seu espaço interno. Sob estas condições, a simplicidade extrema do iOS7 se sobressai, pincipalmente para o usuário menos afeito a bilhões de opções de tirar uma foto com audio integrado usando a câmera dianteira e traseira ao mesmo tempo (sim, dá pra fazer isto).

Screen Shot 2014-02-27 at 12.14.11 PM

A Samsung prometeu reduzir o excesso de funções do TouchWiz, no chamado “volta ao básico” mas vou aguardar o lançamento oficial para detalhar num review.

Funções adicionais

Assim como o Sistema Operacional, a Samsung não deixou o Galaxy S5 merecer o título de smartphone a toa. Se por um lado abraçou a tendência do leitor de digitais, que foi reiniciada (e aperfeiçoada) pelo iPhone 5s, o S5 foi ainda mais além, incluindo um medidos de batimentos cardíacos no aparelho. Este movimento é uma clara resposta ao chip M7, que é um co-processador do iPhone exclusivo para atender a dispositivos destinados à prática de exercícios físicos. Falando em dispositivos, junto com o S5, a Samsung também apresentou seu smartwatch para exercícios físicos, o galaxy Gear Fit. Mas falaremos dele mais pra frente, depois de lançados.

E aí?

Acho que a maior lição aprendida neste comparativo é de que o galaxy S5 e o iPhone 5s são dois animais diferentes. Apesar de brigarem pelo mesmo mercado e terem funções bem parecidas, Apple e Samsung se distanciaram bastante do foco de seus aparelhos.

Screen Shot 2014-02-27 at 12.13.56 PM

O S5 é um aparelho grande, prático. O iPhone 5s é uma máquina luxuosa, muito mais estilosa, mas pequena, restrita a um público já acostumado com seu form factor. Novamente eu clamo que seus valores são absolutamente subjetivos ao gosto pessoal. De única similaridade entre os dois só posso afirmar: eles são fantásticos!

Crédito das fotos: Business Insider e Phone Arena

Os 5 anúncios mais quentes do primeiro dia de MWC

A Mobile World Congress é a principal feira de fabricantes de tablets, celulares e demais gadgets em torno deste universo. Ela está acontecendo em Barcelona e hoje, logo no primeiro dia, muitas novidades foram anunciadas pelos principais fabricantes do mercado. Novidades que em algumas semanas estarão se tornando objetos de desejos de muitos de nós.

Veja um rápido apanhado dos cinco principais gadgets anunciados hoje.

HTC Desire

HTC-Desire-816

A HTC apresentou o HTC Desire, um potencial desafiante ao Moto G, que tem o melhor custo/benefício da atualidade mas com um futuro nebuloso, depois da compra da Motorola pela Lenovo. As especificações são interessantes: Tela de 5.5 polegadas, câmera de 13 megapixel, processador quadcore de 1.6GHz, 1.5GB de memória RAM e entrada pra cartão micro SD de até 128GB. O visual lembra muito o iPhone 5c e o preço e data de lançamento ainda serão revelados.

Nokia X

nokia-x-range-front

O tão desejado Android da Nokia veio em forma de um presente de grego. A nova linha X, tem um sistema operacional baseado no Android, mas sem as comodidades do mesmo. Nada de Play Store, Gmail, Hangouts, Google Maps ou Youtube. O visual é inspirado nos live tiles do Windows Phone. As especificações são as mais modestas possíveis. A versão “top”, o Nokia XL, tem processador duo-core de 1GHz, tela de 5 polegadas, 768MB de memória RAM (sim, só isto mesmo), 4GB de capacidade, expansível a até 32GB. O aparelhinho sequer tem conexão 4G. Um smartphone para quem não precisa, ou nunca teve um smartphone.

gear_fit_group

 

Samsung Galaxy Gear Fit

O fenômeno dos gadgets vestíveis está apenas no início. Menos de seis meses depois de lançar o primeiro relógio-inteligente, a Samsung lançou o sucessor do Galaxy Gear e ainda trouxe à luz o pequeno Fit. Com tela sensível ao toque curvada, sensor de pulsação e integração total com o smartphone, o Fit se destina a quem gosta de medir seu desempenho físico diário, algo parecido com o Nike Fuel. Detalhe para a estranha orientação do relógio, que é preciso ler de lado.

Sony Xperia Z2

sony-xperia-z2-3

A Sony aprendeu os erros cometidos no incrível Xperia Z1 e, menos de seis meses de lançado, já apresentou o sucessor. O Z2 é um monstro que já vem com Android Kit Kat, tela de 5.2 polegadas, processador quad-core de 2.3GHz, 3GB de memória RAM, resolução da tela é de 1920 x 1080px e capacidade de filmar em resolução 4K.  Este é um dos Androids mais interessantes no mercado atualmente e a Sony promete lançamento global para março.

Samsung Galaxy S5

samsung-galaxy-s5-blue-730x743

O top de linha da Samsung foi apresentado hoje a tarde e é uma natural evolução do Galaxy S4, mas ao mesmo tempo, abandona o foco em trocentas funções e apps exclusivas do seu antecessor. Nas especificações quase tudo do melhor. Tela full-HD AMOLED de 5.1 polegadas, processador Snapdragon 800 quad-core de 2.5GHz, 2GB de memória RAM e capacidades de 16GB ou 32GB, podendo ser expansível por cartão microSD. A câmera sofreu melhorias também, passando para 16megapixel de resolução e capacidade de filmar ou gravar em HDR.

Das novidades aguardadas, está o leitor de digitais, apesar de não ser tão abrangente no uso como o iPhone 5S faz. Outro detalhe curioso ficou por conta de um contador de pulsação que fica logo abaixo da câmera.

A MWC continua no decorrer da semana e mais novidades que aparecerem por lá, eu volto aqui pra contar pra vocês.

Conheça o projeto de teclado Minuum

Quem nunca se sentiu desconfortável digitando no teclado virtual de seu celular ou tablet ou nunca clicou em uma letra errada? Conheça o projeto de teclado virtual Minuum, onde errar as letras ou ter um grande teclado atrapalhando sua visibilidade, não serão mais problemas. Este conceito preza pelo espaço e comodidade do usuário, trazendo uma experiencia fantástica e nova.

Carregador manual para celulares

Ficar sem bateria é o mal do século. E a verdade é que todas as soluções para expandir a duração da bateria do celular dependem de outra fonte de energia. Sendo assim, eis a solução perfeita para tirar você de uma enrascada. Esse carregador com dínamo converte 1 minuto de esforço girando a manivela em 30s de bateria. Parece pouco, mas numa necessidade 10 minutos de trabalho rendem preciosos 5 minutos usando o telefone. Ou imagine uma situação pior: um apocalipse zumbi. Isso pode salvar a sua vida.

Burn-Calories-While-Charging-Your-Cell-Phone-1 Burn-Calories-While-Charging-Your-Cell-Phone

Via

Topo