7 dicas do que NÃO fazer com o PC da empresa

Imagine-se no meio do mar, bem longe da costa. Você está sem bote salva-vidas, sem colete, sem nada para se agarrar. Você depende única e exclusivamente do seu próprio fôlego e forças para se manter na superfície. A região em que você se encontra é conhecida por ser infestada de tubarões brancos. E pra piorar, o seu chefe ao lhe soltar na água lhe deu um banho com sangue de bacalhau.

Dependendo da sua função dentro de uma empresa, é essa a situação em que você se encontra caso seja obrigado a trabalhar sem computador ou a dividir uma estação com alguém, ou ainda caso a sua estação de trabalho pare por algum motivo. Por isso você deve cuidar bem dela, senão o maior prejudicado será você mesmo.

1) Instalar softwares não permitidos: em empresas com maior controle e administração mais eficiente dos recursos de informática, não é permitido para usuários fazer a instalação de qualquer software, tendo em vista que lhes é cerceado o direito de administrador na máquina. Porém, em muitas empresas, principalmente pequenas e médias (onde uma estação parada tem um impacto ainda maior) os usuários tem a liberdade para instalar e remover o que bem entenderem na estação que usam para trabalhar. Evite fazer isso, pois pode prejudicar você e a empresa de diversas formas. Softwares ilegais podem gerar multas, excesso de programas instalados pode causar lentidão e mau funcionamento da máquina além de uma série de outros problemas associados a esse tipo de atitude.

2) Colar adesivos e coisas do gênero: é legal manifestar sua opinião a respeito de política, religião ou futebol. O que não é legal é encher sua estação de trabalho de adesivos, daqueles que com o tempo a cola fica grudada e nunca mais sai. O computador que você usa é patrimônio da empresa. Nada de penduricalhos, adesivos de times de futebol, mini-fotos do filhinho ou coisa parecida. No máximo cole um post-it com algum recado ou lembrando alguma tarefa que você tem que realizar, já que após resolvido o problema esse post-it irá para o lixo;

3) Tratar como se fosse seu: nunca é demais lembrar. Por mais que exista um certo apego (até natural) do usuário com a estação que ele utiliza, principalmente se for um Notebook e ele seja liberado para levar para casa, a máquina que você utiliza não lhe pertence. Ela é um ativo da empresa, custou bastante dinheiro e deve ser tratado como se fosse seu do ponto de vista de zelo. Mas não do ponto de vista de posse. Se alguém precisar usar sua estação numa emergência, nada de fazer cara feia ou ficar resmungando pelos cantos com o seu colega de trabalho. Os recursos são para todos e devem ser usados para trazer produtividade para a empresa. Portanto, nada de egoísmo!

4) Desligar incorretamente: tem gente que nem espera tocar a ave maria e já sai correndo da empresa. Mas uma coisa que pode e deve ser evitada é ficar desligando a CPU no dedo grande antes que o desligamento do sistema operacional seja concluído. Isso pode trazer danos ao sistema operacional e ao equipamento, prejudicando você e a empresa. Se tem que sair em cima da hora, conclua suas atividades antes e desligue o PC corretamente. Nada de meter aquele chute a lá Roberto Carlos no estabilizador e no dia seguinte reclamar que a máquina não funciona;

5) Colocar senha na Bios: tem muito a ver com o terceiro item, e é um pé no saco do pessoal do suporte. Tem gente que só pra não ver alguém usando sua querida estação de trabalho, coloca senha na Bios. Acreditem, tem gente que sabe fazer isso. Quando se trata de burlar políticas de segurança, o QI do funcionário entra em modo turbo. É péssimo quando alguém é demitido ou pede demissão subitamente e esquece de remover a senha da Bios, deixando um problema dos mais chatos na mão do pessoal de infra;

6) Apoiar os pés ou colocar peso em cima: tá com os pés doendo, coluna rígida ou outros males de trabalhar com o computador? Ginástica Laboral existe pra isso. Inclusive também existem diversos apoios para pés que deixam eles na posição correta e descansados. Mas nenhum apoio desses se chama CPU, ou seja, nada de colocar os pés em cima, ou o lanche, ou pastas e mais pastas, ou a bolsa, ou a mochila ou o que quer que seja em cima da coitadinha. Deixe a pobre da CPU trabalhar em paz, o esforço já é grande sem ter que ficar com um monte de tralha em cima;

7) Derramar líquidos ou comer perto do equipamento: bonito é ir explicar pro pessoal do suporte que o teclado não funciona mais porque você derramou um “tiquinho de nada de café” em cima do teclado. Esse tiquinho de nada geralmente é uma xícara daquelas que tem em Friends, usadas no Central Perk. Deve caber uns 3 litros da café ali, e você derruba no teclado ou na CPU logo quando ela está cheia. Estação de trabalho é para trabalho. Quer comer, lanchar, tomar café, vá para a copa. Nada de deixar o teclado gorduroso, cheio de farelos e sujeira. Respeite o patrimônio da empresa! Já imaginou alguém derramando catchup no banco do seu carro novo?

Veja também

<>

Comentários

Topo