10 comandos do DOS que você usou (se for velhaco).

1) Dir: comando mais básico e útil do DOS, servia para listar os diretórios. Só com ele dava pra saber onde estavam salvos os games proibidos que se jogavam no meio da aula de… DOS;

2) Cls: comando mais básico impossível. Servia pra limpar a tela. É tão simples que nem imagino o que poderia falar dele. Ah, já sei! Servia pra dar sumiço em tudo que estivesse na tela, inclusive as tentativas de acesso as pastas de jogos;

3) Deltree: esse era uma mão na roda. Quando o professor chato do curso de DOS mandava de maneira sádica e nazista você criar 20 diretórios aninhados (um dentro do outro) e depois sair excluindo na mão pra aprender, eis que aprendemos a usar o Deltree. Com um comando apagávamos todos os diretórios criados (Deltree é isso mesmo, delete tree, apagava uma árvore de diretórios) e ficávamos fingindo deletar enquanto jogávamos Indy500 ou Prince of Persia;

4) Fdisk: esse só macho usava. Muitos colegas tinham medinho de formatar o HD (geralmente de 170mb) e tinha que ser o Chuck Norris do DOS pra usar esse comando. Servia pra criar partições e formatar o disco rígido;

5) Format: uma versão barbie do FDisk, não criava partições mas podia fazer alguns estragos se mal utilizado. Usado basicamente pra deixar os disquetes de 1.44mb utilizáveis;

6) CD\: servia para acessar um determinado diretório. Servia também pra voltar ao diretório raiz c:>\ com um único comando;

7) CD..: parecido com o anterior, mas esse voltava os diretórios um a um, dando mais trabalho que o anterior, mas com utilidade diferente;

8) Attrib: nessa época não havia muito o que esconder. Não tinhamos Internet, não havia Divx de filmes pornô, nao se trocava e-mails com fotos de sacanagem… Mas as almas sebosas da época sempre encontravam algo digno de ser ocultado. E o attrib servia para isso, ocultar e permitir ou negar acesso a diretórios e arquivos;

9) Label: simples no uso, simples no resultado. Servia pra atribuir um “título” a partição do disco, mais ou menos como eu faço hoje com as minhas que se chamam Penny, Leslie Winkle, etc.;

10) Mem: por mais simples que esse comando pareça, mostrando a quantidade de memória disponivel no PC, era extremamente útil! Muitos jogos só rodavam com uma determinada quantidade de memória física livre, os famosos 640k. Sendo assim, era preciso editar autoexec.bat e config.sys na munheca, pra conseguir liberar alguns ks a mais de memória e fazer com que o jogo rodasse.

Veja também

<>

Comentários

Topo