Feast of Starlight – A genialidade de Howard Shore.

Para ter um melhor aproveitamento deste post leia ouvindo a seguinte faixa.

Venho hoje contar pra vocês uma curiosidade sobre a adaptação do Hobbit e uma das coisas que me faz gostar tanto da obra. Concordo com alguns que dizem que a adaptação não foi das melhores, também não gostei de muitas coisas que vi, em contrapartida outras, como a que trago aqui pra vocês, fazem o conjunto a ópera valer a pena.

Como alguns de vocês devem saber, Tauriel a elfa de Wirkwood interpretada por Evangeline Lilly foi uma criação de Peter Jackson e de sua roteirista, produtora e esposa Fran Walsh para os filmes da adaptação do Hobbit. Na sua aparição no segundo e terceiro filme é criado um romance (que incomodou muitos, confesso que me deixou desconfortável também) pelo anão da companhia de Thorin, Kili (que inclusive tem menos barba de anão do que o Gimili na sua foto de quando era bebê, mas enfim, a indústria demanda galãs).

Gimli_as_Young

Tendo essas informações podemos ir direto ao ponto. Tauriel é um dos únicos personagens élficos a ter seu próprio tema músical, Feast of Starlight, e isso acontece, segundo os produtores, porque ela tem suas próprias motivações, diferente dos outros elfos que carregam traços de suas culturas conectados a cada um deles.

Sua música tema caracteriza a personagem com trechos que podemos ouvir no final a música Woodland Realm com o intuito de representar a fluidez dos seus movimentos e de onde ela vem, além disso a composição foi feita com o conceito de dualidade, no começo da música temos um dueto com uma flauta e um oboé, dois instrumentos de sopro que destoam como se fossem duas vozes diferentes conversando e nos apresentando duas culturas que normalmente não se misturam devido a  todas as desavenças políticas e culturais entre elfos e anões dentro da mitologia tolkiniana que vem de longa data.

tauryel

Quando Tauriel começa a falar sobre Feast of Starlight e diz como todas as luzes são sagradas para os Eldar, e para os Wood Elves acima de todas a luz das estrelas, e Kili diz:

“Eu sempre achei que fossem luzes frias e distantes”.

Tauriel responde Kili definindo oque para ela representa aquela luz:

“Eu andei por lá algumas vezes, além da floresta, no meio da noite… Eu vi o mundo se desfazer e a luz branca da eternidade preencher o ar”.

Tauriel diz com a convicção de como se realmente estivesse lá, deixando clara a angústia por seu confinamento voluntário em Woodland. Durante todo esse diálogo a música se desenvolve e no refrão são inseridas falas em duas linguagens diferentes, as seguintes frases na ordem apresentada abaixo.

 

Em Sindarin (idioma dos elfos).

Hae ephadron / theri thaur

I go walking / beyond the forest

Eu ando / além da floresta

Em Khuzdul (idioma dos anões).

Îmri zaiza

Take me with you

Me leve com você

Em Sindarin

Am na dhû ias fîr i ambar

Up into the night where the world falls away

Até a noite em que o mundo se desfaz

shore

E com isso podemos começar a aplaudir a genialidade de Howard Shore ao conseguir representar perfeitamente essa conexão, ou romance se preferir, entre uma elfa de Mirkwood e um anão de Erebor que além de ter nascido condenada na Terra Media foi e vem sendo condenada até hoje por todos os fãs da obra. Aos que não aceitam a conexão de Tauriel e Kili nos filmes, continuem com essa ideia, agora vemos que talvez tenha sido esse o objetivo e que faz todo sentido na obra.

Pais tatuam o corpo igual a marca de nascença da filha

Pra muita gente tatuagem precisa ter um significado. Isso faz parte do processo de marcar o corpo para sempre. Para fazer com que sua filhinha não se sinta discriminada, esses pais foram além. Tatuaram o corpo com a mesma marca de nascença da filha, que vai do tornozelo até as costas.

tattoo

Os pais, Adam e Tanya Phillips já queriam ter uma tatuagem conjunta, mas quando Tanya viu sua filha sendo discriminada por conta da sua marca, ela não teve dúvidas. O casal mora na Inglaterra com a pequena e linda Honey-Rae.

“Parece radical ou extremo para os outros, mas nós não queremos que nossa filha se sinta discriminada ou sozinha no mundo”, disse a mãe. Eu achei sensacional. Só quem é pai e mãe sabe do que somos capazes de fazer pelos filhos.

250215202246_6265

Kudos para eles!

Entenda a polêmica do vestido de forma científica

Ontem a internet entrou em chamas por conta de uma polêmica imagem de um vestido. Seria ele branco e dourado, ou preto e azul? Muita gente ficou confusa e não entendeu o que se passava, pois elas viam a imagem com cores diferentes.

Pra entender isso do jeito certo, ou seja, de maneira científica, basta assistir o vídeo e você vai entender porque cada um via o vestido de um jeito:

Menina de 15 anos ganha meio milhão de dólares por ano com serviço de babá

noamintz

Noa Mintz é uma adolescente de 15 anos com muito talento para negócios. Apesar de ainda estar no high school, ela tem um site que fornece serviços de baby sitter chamado Nannies By Noa. Desde que o site surgiu, já conquistou 190 clientes.

A empresa possui 25 babás trabalhando full time e mais 50 temporárias que trabalham em média 15h por semana. Ela tem ganhado tão bem que contratou um CEO para gerenciar a empresa enquanto ela ainda está na escola. Ela até deu entrevista a CNN dizendo que a empresa atrapalhou seu desempenho na escola, que já não era nota 10, mas que percebeu que a inteligência dos livros é diferente de inteligência empresarial. Além disso, a empresa que ela criou ajudou a melhorar sua auto confiança na escola.

150204075405-nannies-by-noa-780x439

Quando questionada sobre o que fará no futuro, ela disse que primeiro pretende terminar a escola, depois verá o que fazer, de repente abrindo outra empresa. Ela é só mais um exemplo de que desempenho acadêmico excelente não significa sucesso. E tudo isso com apenas 15 anos!

Via

Inteligência Artificial entra na lista de ameaças à humanidade

maxresdefault

Há uma lista que aponta quais são os maiores riscos à humanidade. São 12, divididos em quatro categorias:

Riscos atuais

  • Mudanças climáticas extremas
  • Guerra nuclear
  • Catástrofe ecológica
  • Pandemia global
  • Colapso global

Riscos externos

  • Impacto de asteroide de grandes proporções
  • Super vulcão

Riscos emergentes

  • Biologia sintética
  • Nanotecnologia
  • Inteligência artificial
  • Riscos incertos

Riscos políticos globais

  • Má gestão global

A estreante nessa lista é a inteligência artificial. Ela vem sendo mais e mais desenvolvida e grandes gênios da humanidade já começam a alertar para as possibilidades terríveis caso essa tecnologia saia do controle ou caia em mãos erradas.

Entre os nomes que alertam para o cuidado com a IA estão Bill Gates, Stephen Hawking e Elon Musk. Segundo eles, um desenvolvimento descontrolado ou mesmo errado pode trazer sérios riscos à continuidade da raça humana. Eles temem principalmente que a IA possa superar a mente humana de forma irreversível.

A Universidade de Oxford em parceria com o Global Challenges lançou um projeto de longo prazo para analisar os impactos da IA na humanidade. O relatório gerado fala sobre esses doze riscos em detalhes. Você pode ler o estudo na íntegra clicando aqui.

Drones, robôs que correm rápido, exoesqueletos… Meses atrás eu discordei de Hawking e achava que não há esse risco porque sempre haverá o fator humano por trás da IA, mas já estou repensando. E você, acha que as máquinas irão nos ferrar?

Meninas gamers, manifestem-se.

Meu amigo Victor Coelho trabalha na Revista Info. Ele escreveu uma matéria comentando o que o mercado já sabe há um bom tempo: mulheres gostam e jogam MUITO videogame. A reportagem mostra uma pesquisa que diz que 47,1% dos gamers são mulheres.

Não demora os retardados aparecem. Comentários puramente machistas, que preocupam menos pelo conteúdo e mais pela faixa etária de quem comentou. Toda uma geração de novos imbecis está surgindo, por mais que se façam esforços buscando igualdade.

idiota

Eu não sei QUAL É A PORRA DO PROBLEMA em uma mulher gostar de videogame. Na minha época de adolescente isso era um SONHO. Imagina, ter uma namorada que curta games tanto quanto você e jogue junto? Hoje isso é REAL. Mulheres jogam videogames, são boas nisso, entendem do assunto e se divertem tanto quanto homens com isso. Não há absolutamente NENHUM argumento que prove o contrário.

Os paquidermes que defendem a causa “gamer” alegam que só quem joga muito, quem joga games difíceis em console, PC e etc são “gamers”. É uma imbecilidade igual a definir quem é “nerd” ou se achar nerd porque joga videogame. Deixa eu contar uma coisa pra esses imbecis.

Wreck6

Eu jogo videogame desde os 3 anos. E olha que eu tinha 3 anos em 1982. Esses cuzões que cagam regra sobre jogos e meninas que jogam nem eram nascidos. Com 5 anos eu já esfolava a palma da mão jogando Decathlon. Jogava sem continue, sem save, jogos em preto e branco e praticamente impossíveis de ser vencidos.

Na minha época a gente mesmo, criança, fazia gambiarra pra ligar o videogame na TV quando o fio do TV/AV (coisa que esses manés desconhecem) desencapava. E ainda tinha que convencer pai e mãe de que videogame não estragava a TV.

Aí vem um chupa cabra desses que joga em PS4, TV LED, conectado na HDMI dizer que é gamer? Por que joga God of War, onde as vidas são infinitas? Onde você pode ir dormir e continuar de onde estava no outro dia? Pega um emulador e joga Mega Man do NES, babaca. Aí você vai ver o que é gamer.

Ser mais velho e ter jogado essas coisas não me faz mais gamer do que ningúem. Só me faz mais velho e mais careca. Isso é só pra ilustrar como é babaca querer definir o que é ou não ser gamer só pela forma como você joga ou pelo que você gosta de jogar.  Vocês não são gamers. Vocês são uns filhos da puta mimados que pegaram uma geração inteira de joguinhos fáceis pra moleque leite com pera como vocês. E digo mais: se for jogar online vai apanhar das mulheres que vocês tanto desprezam.

Meninas: ergam seus joysticks e GG.

* O post está aberto para mulheres que quiserem mandar fotos suas em defesa das meninas que jogam. Caso alguma queira escrever um post, também pode mandar que eu publico.

Sorria para o Universo e ele irá sorrir de volta

Não lembro onde ouvi esse ditado, que diz que se você sorrir para o Universo ele irá sorrir de volta pra você. Tem a ver com a crença de que se você faz coisas boas, coisas boas virão até você. Na prática não é bem assim que funciona. Toda ação provoca uma reação que nem sempre é proporcional.

Mas deixando essa filosofia toda de lado, olhem que imagem fantástica o telescópio Hubble capturou. Trata-se de um conjunto de galáxias chamado SDSS J1038+4849. Parece ou não que o universo andou usando emoji? Fica comprovado que sim, o cosmos pode sorrir pra você.

A smiling lens

A Teoria de Tudo – Uma ode ao triunfo da busca pelo auto conhecimento

stephen

*** Pode conter spoilers ***

Certa vez li uma frase que define de forma simples o que é um físico: apenas um conjunto de átomos tentando compreender a si próprios. Partindo dessa frase, é possível concluir que Stephen Hawking possui um dos mais privilegiados conjuntos de átomos que a humanidade, talvez o universo, já produziu.

Continue lendo »

25 anos de Photoshop

ps

A manipulação de imagens não é algo novo, muito pelo contrário. Mas com a chegada dos computadores e do Photoshop a tarefa ficou muito mais fácil e o que parecia impossível ficou a 1 click de distância. O Photoshop revolucionou diversos campos de criação com suas ferramentas inteligentes, avançadas e ao mesmo tempo de fácil uso.

Continue lendo »

UmXis1

Topo